AECambuí
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-2772
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» Comportamento.
» Comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista Serviço - SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Serviços Prestados - AECAMBUÍ
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


Revista O Empresário / Número 121 · Julho de 2008



Gritanto com seu gato? Perdoável. Com o namorado? Compreensível. Mas com os seus colegas de trabalho? Algo totalmente e absolutamente inaceitável. Ou é possível ter um acesso de cólera no trabalho sem perder o profissionalismo, a credibilidade e o emprego?

A melhor maneira de não se encolerizar é ... manter a calma. Respire fundo e pense no assunto colocando-se na posição da outra pessoa. Tente entender porque existe uma divergência de opinião. O processo de racionalização esfria um pouco as coisas e lhe permite enfocar o problema de maneira mais estruturada.

Naturalmente, depois que você passou por todo o processo de entendimento, racionalização e estruturação do problema, provavelmente a raiva já desapareceu. A verdade é que ficar com raiva nunca é bom. Quando você chega ao ponto de se enfurecer, está próximo de perder a discussão. “Você tem de observar a linha entre a atitude enérgica e a fúria, se quer que sua opinião prevaleça. Ou seja, a resposta é não, nunca é bom.

Certamente, que ter um ataque histérico no trabalho, com o escritório todo olhando (ou não) para você, não é o ideal. E também não é ideal ficar roxo de raiva, chorar ou sair batendo a porta.

Podemos resolver o problema tendo raiva com mais frequência. É bom às vezes você se alterar no trabalho. Se o seu colega, repetidamente, não lhe passa uma mensagem ou sempre dá os informes com atraso -ou coisas do tipo, que provocam mais do que apenas irritação, então a raiva pode ser uma ferramenta de comunicação útil. Se você não manifesta sua cólera, as pessoas não vão saber. O que não é bom é perder a paciência. Portanto ,mantenha sua raiva controlada e adequada.

Raiva controlada e adequada? Impossível, com certeza. Mas, aparentemente, não é. Uma boa política é manter um comportamento regularmente assertivo, pois assim os outros sempre acharão que você está no comando”.

ETIQUETA: Para demonstrar a raiva, no entanto, há uma etiqueta a ser cumprida. Deve-se evitar telefonemas e e-mails. Usar a linguagem grosseira ou fazer isso na frente de outros também deve ser evitado.
Administração & Política
» IOF Castiga empresários
» O fim do coeficiente eleitoral
» Cheiroso
» Bancos vão eliminar boletos de papel
Colaboradores
» Corrida da vida
» O poder e gloria
» Há professores e há educadores
» Ele sempre responde
Comportamento
» Tipos de comportamento
» Sem saída
» Você se ama?
» Que cuidados tomar ao comprar num brechó
Comunicação & Internet
» Você é um e-mala
» Um minuto para atender o telefone
» Ortografia sofre alteração
Empreendedorismo
» Como aumentar as vendas
» Insista, não desista
» Aprenda a surpreender o seu cliente
» Nunca cometa este erro
Finanças
» Como aplicar suas reservas
» BACEN tira dúvidas
Humor & Curiosidades
» Coisas que aprendi na vida
» Pesadelo
» A Nestlé e o Papa
Jurisprudência & Segurança
» Afixação de preços nas mercadorias e serviços
» Juros capitalizados
» Ficou mais fácil
» Aumenta a fiscalização em rodovias
» Música exige pagamento ao ECAD
» Uma sentença diferente
» Notificação extrajudicial pode mudar
Mercado de Trabalho & Educação
» Como administrar a raiva no trabalho
» Como progredir na empresa
» Por que devo contratá-lo?
» Meu primeiro dia de trabalho
Rapidinhas do Leôncio
» Notas de julho
AECambuí - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide