AECambuí
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-2772
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» Comportamento.
» Comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista Serviço - SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Serviços Prestados - AECAMBUÍ
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


Revista O Empresário / Número 175 · Fevereiro de 2013



Você já deve ter passado por isso: foi procurar algo para comer na geladeira e encontrou um alimento há tempos esquecido. Nessas horas, é comum se perguntar: será que isso ainda está bom? Para descobrir por quanto tempo alguns produtos resistem na geladeira, confira orientações do professor Ernani Porto, do curso de ciências dos alimentos da Esalq, e do biólogo Rafael Chaves, especialista em microbiologia de alimentos, da Unicamp.
Para conservar os produtos, a geladeira deve estar a, no máximo, 7° C. Além disso, é preciso distribuir os alimentos dentro dela em locais específicos.

Produtos mais perecíveis – queijos, laticínios e carnes cruas – devem ficar na prateleira superior, região mais fria. Logo abaixo, as comidas prontas e, na parte inferior, frutas, legumes e verduras. Nas prateleiras da porta, coloque ketchup e sucos de caixa. Ovos devem ficar longe da porta. Ali, estragam mais facilmente.

Queijos
Tempo na geladeira: de 5 dias a 1 mês. Os tipos secos, como provolone e parmesão, têm tempo de conservação maior que os queijos moles, como a ricota e o queijo de minas – estes duram, no máximo, 5 dias. Atenção ao aspecto: se a cor foi alterada e se há pontos esverdeados na superfície, melhor dispensá-lo. E o gorgonzola? Há quem diga que quanto mais verde e fedido, melhor. Nesse caso, vale o bom senso na hora de avaliar o estado do produto.

Vinhos
Tempo de geladeira: 1 dia ou 1 mês. Uma vez aberto, a maioria dos vinhos tem prazo de validade curto devido à oxidação – o oxigênio que entra na garrafa reage com a bebida, alterando seu aroma e sabor. Por isso, o ideal é consumir a garrafa em um dia. Quem não quiser desperdiçar pode prolongar um pouco utilizando-o como tempero – mas lembre-se de que vinho velho demais vira vinagre.

Frutas, verduras e legumes
Tempo na geladeira: 5 dias. Devem ser armazenados previamente higienizados. É importante secar os alimentos depois de lavá-los para que não apodreçam com a água. Já as frutas tropicais, como a banana e o abacate, não devem ser refrigerados, pois escurecem. “O mamão, quando verde, nem chega a amadurecer”, diz o professor Porto, da Esalq.

Carnes
Tempo de geladeira: 2 dias. Carnes cruas – vermelhas, aves e peixes – duram pouco tempo na geladeira, por isso o ideal é congelar o produto se não for prepará-lo imediatamente. De acordo com Porto, carnes temperadas podem aguentar um pouco mais, já que o tempero atua como conservante natural. Já as embaladas a vácuo pode ficar até um mês na geladeira.

Ketchup, maionese e mostarda
Tempo de geladeira: de 1 mês a 1 ano. Com uma alta dose de conservantes na composição, essas guloseimas aguentam bastante na geladeira. No trio de temperos para o hambúrguer, a maionese é o mais perecível, pode ficar até 30 dias refrigerada. Manteiga
Tempo de geladeira: 3 meses. Por ter bastante gordura na composição, a manteiga aguenta bastante sob refrigeração. Conforme o tempo de geladeira, o produto pode ganhar uma capa amarelo-escuro de sabor rançoso. Remover essa capa, raspando a superfície da manteiga, ajuda a resolver o problema.

Enlatados
Tempo de geladeira: de 4 a 5 dias. Para Chaves, da Unicamp, o ideal é consumir os enlatados de uma vez, logo depois de abertos. Se sobrar, drene o líquido que banha o alimento e retire o produto da latinha. Guarde as sobras drenadas e em recipientes hermeticamente fechados.

Leite
Tempo de geladeira: de 1 a 4 dias. O leite pasteurizado azeda rapidamente e deve ser consumido dentro de 1 dia. Diferentemente do tipo longa vida, que, depois de aberto, aguenta de 3 a 4 dias na geladeira.

Fermento
Tempo de geladeira de 3 dias a 6 meses. O fermento químico em pó pode ser guardado por meses na geladeira, sem prejudicar o crescimento do seu bolo. Já o biológico, muito utilizado para fazer pães, tem tempo de vida curta, que não ultrapassa 3 dias depois de aberto. “O fermento biológico é vivo, formado por leveduras. Quando elas morrem, o fermento para de funcionar e a massa não cresce”, explica Chaves.

Comida pronta
Tempo de geladeira: 3 dias. O arroz branco de hoje é o arroz de forno, com molho de tomate, presunto e queijo de amanhã. A arte de “reformar” o que sobrou do almoço para comer um prato diferente no jantar é ótima para evitar desperdícios, mas é preciso ter cautela, para evitar uma intoxicação alimentar. As sobras devem ir para a geladeira, em recipientes com tampa, logo depois do almoço.
Administração & Política
» PEQUENAS EMPRESAS NA MALHA-FINA
» CARA DE PAU
» PAIXÃO PRESIDENCIAL
» INSUPORTÁVEIS
» DILEMAS DAS EMPRESAS FAMILIARES
» SUFOCO MINEIRO
Colaboradores
» FOCALIZE O CERTO
» A EXPERIÊNCIA
» A ARMA LETAL
» O AJUDANTE
Comportamento
» SUPERSTICIOSAS
» PREGUIÇOSOS
» FUI DEMITIDO
Comunicação & Internet
» GOOGLE X FACEBOOK
» MSN VAI ACABAR
» MARKETING NÃO RESOLVE TUDO
» TORRE DE BABEL
Empreendedorismo
» GURUS DÃO AS DICAS PARA SEU SUCESSO
» APAGÃO DO BOM SENSO
Finanças
» AS LETRINHAS QUE ALTERAM A SUA VIDA
» APRENDA PARA NÃO ERRAR
Humor & Curiosidades
» HONESTIDADE
» O QUE É MELHOR
» A ESPERTEZA DOS CAIPIRAS
» A ISCA
» POR QUE O CÉU É AZUL
» MINEIRIN
Jurisprudência & Segurança
» NOVO CÓDIGO COMERCIAL
» A CULPA É DO BANCO
» CUIDE BEM DOS SEUS DOCUMENTOS
» CARTEIRA DE TRABALHO VAI ACABAR
Mercado de Trabalho & Educação
» QUERO TRABALHAR  SOZINHO
» PAUSA PRODUTIVA
Utilidade Pública
» NÃO MORRA PELA BOCA
Variedades
» RAPIDINHAS DO LEÔNCIO
AECambuí - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide