AECambuí
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-2772
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» Comportamento.
» Comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista Serviço - SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Serviços Prestados - AECAMBUÍ
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


Revista O Empresário / Número 164 · Março de 2012



O ataque de criminosos brasileiros a contas bancárias se tornou uma grande preocupação nos últimos anos.
Pesquisas da Kaspersky de 2009 mostrou que 95% dos vírus produzidos no País tinham por finalidade roubar dados financeiros. Em âmbito global, o Brasil produziu 36% de todos os trojans bancários naquele ano. A empresa garante que os números atuais não são muito diferentes.
Outro levantamento, do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança (Cert.br), mostra que notificações sobre tentativas de fraude com o uso de Cavalos de Troia representam 43% das notificações de tentativas de fraude no terceiro trimestre de 2011, aumentando de 18% em relação ao mesmo período de 2010.

Eles são trojans (não só bancários) usados para infectar a máquina da vítima com um código que furta suas credenciais em sites de comércio eletrônico e bancos, número de cartão de crédito e login de sites de redes sociais, por exemplo.
A analista de segurança do Cert.br, Mirian Von Zuben, observa maior ocorrência de tentativas de fraudes relacionadas a novas campanhas.
“Os atacantes costumam explorar assuntos em destaque no momento, como o lançamento de um novo dispositivo de segurança ou a unificação de bancos, para tentar enganar os usuários”, diz.

A punição para esse criminoso, porém, ainda não encontra resposta definida no Brasil. Há três iniciativas em curso: a Lei Azeredo, que, há mais de dez anos em tramitação, não gera consenso no governo nem na população ao tentar tipificar 11 crimes; o Projeto de Lei Alternativo, do deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP), que define apenas três crimes e o Marco Civil, projeto de lei cuja intenção é estabelecer direitos e deveres na internet.
Hoje, a maior parte das decisões são tomadas por jurisprudência.
Administração & Política
» Caderneta Vai Mudar
» Sabedoria
» Palavra de Mineiro
» Mineiro Revoltado
» Ministro Mineiro
» Não Acredito em Workaholic
Colaboradores
» Pureza
» Para Pensar
» Arrependimento
Comportamento
» Esfriando a Cuca
» Empurrando Com a Barriga
» Entreouvidos Por Aí
Comunicação & Internet
» Vírus Rouba Dados Financeiros
» Reuniões Eficientes
» Caixa Testa Opção à Internet
Empreendedorismo
» Estes Erros Matam a Sua Empresa
Finanças
» Caixa Quer Crescer
» Responsabilidade de sócio
» O Que é Economia Subterrânea?
Humor & Curiosidades
» Marmota Meteorologista
» Porque os Olhos ficam Vermelhos nas Fotos
» Nunca Mais Vou Beber
» Um Sequestro Impossível
» Que Tipo de Chefe é o Seu?
Jurisprudência & Segurança
» Certidão Negativa
» Os Golpes Mais Comuns
» Seguro de Vida
» Certidão Nova
Mercado de Trabalho & Educação
» O Fim do Mundo
» Pense Bem
» A Hora do MBA
Utilidade Pública
» Check-up
Variedades
» Rapidinhas do Leôncio
AECambuí - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide