AECambuí
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-2772
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» Comportamento.
» Comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista Serviço - SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Serviços Prestados - AECAMBUÍ
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 22/02/2021

Certas qualidades são essenciais para qualquer segmento de empreendedorismo. A boa notícia é que todas são passíveis de serem cultivadas e desenvolvidas.

Seja por força da necessidade (desemprego ou busca de uma renda complementar) ou por oportunidade, o fato é que um enorme contingente de pessoas deve criar uma empresa neste ano, mantendo a tendência que já vinha sendo percebida em 2020.

Pesquisa feita pelo Sebrae indica que o Brasil pode ter batido, no ano passado, um nível recorde de empreendedorismo no país, com aproximadamente 25% da população adulta envolvida na abertura de um novo negócio ou com uma empresa com até 3,5 anos de atividade.
Atualmente, o Brasil conta com cerca de 11 milhões de MEI e 7,5 milhões de micro e pequenas empresas formalizadas.

O caminho do empreendedorismo, entretanto, exige trabalho, dedicação, planejamento, estudo e o desenvolvimento de algumas características essenciais por parte de quem pretende se inserir nessa atividade.
São capacidades técnicas e qualidades emocionais que podem ser desenvolvidas ao longo de toda a carreira de empreendedor.
O gerente de soluções do Sebrae, Diego Demetrio, explica que alguns desses atributos são essenciais para o sucesso do negócio.
“Ser resiliente, saber tomar decisões, manter a organização, ter persistência, capacidade de correr riscos, são alguns fatores determinantes para o sucesso de qualquer pessoa que se envolva com empreendedorismo. A boa notícia é que essas são capacidades que podem ser trabalhadas a qualquer momento. Esse é, inclusive, um dos papeis do Sebrae: ajudar os potenciais empresários nesse processo, através de cursos, programas de inovação, eventos e atendimentos personalizados”, comenta Demetrio.

Confira a seguir uma série de qualidades essenciais para fortalecer o seu potencial como empreendedor.
Iniciativa
Para montar o seu próprio negócio, uma das primeiras coisas que a pessoa precisa ter é iniciativa.

Sonhar muitos sonham, mas ter a ação e colocar em prática exige disposição e coragem para fazer.
Empreendedores são pessoas que não ficam à espera de uma solução (seja da família, do governo, da empresa), elas criam oportunidades com os desafios que a vida apresenta.
Seja lançando um serviço, um produto ou atendendo a uma necessidade local.
O empreendedor age com proatividade nas situações, em busca de possibilidades para expandir seus negócios, e aproveita momentos incomuns para progredir.

Curiosidade
Uma pessoa empreendedora tem sede de informação e conhecimento.
Está sempre em busca de novidades em sua área de atuação, lê notícias, observa comportamentos, fica de olho em tendências, estuda a concorrência.
Essa busca motiva a sua criatividade e aumenta o seu comprometimento com o negócio.
Quando ela decide empreender ou fazer mudanças, tem mais confiança.
Essa busca por fatos e dados sobre o que está acontecendo em sua área de atuação facilita a tomada de decisão.

Assertividade
Empreendedores tomam decisões todos os dias e para isso precisam estar seguros.
A própria decisão de montar o negócio já exige um nível de assertividade.
Essa característica é desenvolvida a partir da curiosidade.
Estar atualizado, bem informado sobre o seu segmento, ter um plano de negócios, ajuda bastante a pessoa a fazer escolhas de forma consciente e equilibrada.

Corre riscos
Empreender é arriscar, é testar, avaliar, avançar e muitas vezes recuar.
Em todas essas etapas é preciso ter planejamento e calcular todos os fatores envolvidos.
Um bom empreendedor corre riscos de forma inteligente, com possíveis lucros e perdas desenhados.
Ele procura e avalia alternativas para tomar decisões, buscando reduzir as chances de erro e aceita desafios moderados, com boas chances de sucesso.
O empreendedor faz tudo o que for necessário para ter êxito, ou seja, não é atormentado pelo medo paralisante do fracasso.

Comprometimento
Acreditar no que faz e ser comprometido com o negócio é essencial.
O empreendedor é um apaixonado pelo negócio, se dedica, está presente ou se faz presente no dia a dia da equipe.
Essa característica envolve sacrifício pessoal, colaboração com os funcionários e dedicação com os clientes.
O empreendedor traz para si mesmo as responsabilidades sobre sucesso e fracasso.
Atua em conjunto com a sua equipe para atingir os resultados, colocando o relacionamento com os clientes acima das necessidades de curto prazo.

Estabelecer metas e resultados
Um empreendedor de sucesso tem organização, planejamento e conhece sua empresa para colocar metas e resultados.
Os objetivos são claros e definidos para curto e longo prazo.
Toda a equipe tem contato com esses planos e é motivada a perseguir o caminho.

Os objetivos traçados precisam ser desafiantes, mas sempre conectados com a realidade da empresa. A ideia é que esses números reflitam o desenvolvimento do empreendimento.
Facilidade em comunicar e persuadir
Qualquer empreendedor é um vendedor.
Ele precisa convencer outras pessoas sobre a importância do seu produto/serviço.

Por mais que não esteja na linha de frente das vendas, o empresário vai precisar se comunicar com fornecedores, investidores, compradores, revendedores…
Essa rede de contatos é fundamental para a manutenção do negócio, assim como para a possibilidade de gerar novos negócios.
Por isso, desenvolver a habilidade de uma comunicação amigável e persuasiva é primordial.

Autoconfiança
O primeiro a acreditar no seu modelo de negócio precisar ser o próprio empresário.
A partir disso, será possível convencer cada vez mais colaboradores e clientes de que o produto ou serviço oferecido é rentável.
Pessoas empreendedoras são capazes de motivarem a si mesmos em relação aos desafios e às tarefas nas quais acreditam.
Não necessitam de prêmios externos, como compensação financeira.

Fonte: Agência Sebrae





AECambuí - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide