AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 31/05/2020

Por meio da gestora de ações em que sou sócio investimos em diversas empresas negociadas na bolsa de valores. Estes são momentos muito desafiadores e emocionalmente difíceis para os líderes de todas as companhias do Brasil. Desta forma decidimos escrever uma carta aos executivos de nossas companhias. Empresas diferentes estão tendo impactos maiores ou menores, mas acredito que a carta atende um pouco a todas. Transcrevo abaixo o texto enviado.

Caro sócio,

Vivemos momentos muito difíceis nas questões de saúde, sociais e na economia. Não estamos “dentro da sua empresa” e reconhecemos nossas limitações, mas acreditamos que talvez possamos ajudar com potenciais insights.

Administramos recursos de clientes de longo-prazo em todos os continentes com enorme senso de responsabilidade e buscando sempre excelência.

Fizemos 483 reuniões virtuais nas últimas semanas, com empresas brasileiras e estrangeiras, para buscar um melhor entendimento das perspectivas dos negócios. Se precisar de algum contato com alguma empresa não hesite em falar conosco. Nestas horas talvez uma “visão de 30.000 pés” e olhando diversos casos ao redor do mundo pode ajudar. Os pontos que destacaríamos são:

A prioridade número um neste momento é garantir a saúde de seus profissionais e famílias. O desgaste emocional está sendo grande para todos e estar realmente presente nestes momentos é fundamental.

Seja transparente, mostre empatia e reitere o senso de missão da empresa e de cada um.

Em relação ao planejamento para os próximos trimestres, todos empresários e investidores estão com dúvidas. Você não está sozinho. A visibilidade para o final do ano é muito baixa.

Garantir a liquidez é fundamental. Todos sabemos que a economia estará bem mais fraca por conta do maior desemprego. Não acreditamos que tudo será diferente. Um produto ou serviço excelente a um preço justo sempre será demandado. As grandes necessidades dos consumidores continuarão as mesmas. Não ter visibilidade não significa se apavorar e tomar decisões impensadas.

As grandes crises tendem a acelerar grandes inovações. Tendências que já estavam acontecendo vão se acelerar. Temos visto empresas mais ágeis que outras em se adaptar ao e-commerce ou em criar novas ferramentas digitais. Somos entusiastas com a capacidade adaptativa e de inovação das empresas e empreendedores, porém a disrupção vai aumentar. Neste ponto podemos ajudar com exemplos práticos no Brasil e no exterior.

Este é um momento interessante para repensar a estrutura de despesas. Mas lembre-se que gente é o maior ativo da sua companhia.

Não queremos ser proselitistas, mas se recorde do tempo que levou para encontrar e depois treinar seus profissionais. Se puder não perca os high-potentials e não faça cortes “across the board”. Neste caso, a alta gestão deveria também sugerir redução de sua remuneração, nada mais justo.

Em momentos difíceis como estes, marketing e práticas ASG parecem luxos. Obviamente para quem não está conseguindo fechar o caixa isto tende a ser verdade.

Acreditamos, porém, que as práticas ASG nunca foram tão importantes. Os consumidores, investidores e profissionais vão querer se relacionar mais ainda com empresas com boas práticas.

Portanto, não esqueça de todos seus stakeholders.

A forma como você tratará seus fornecedores, clientes, meio-ambiente, colaboradores e a comunidade neste momento será lembrada por muito tempo. A antiga fórmula de “trate os outros como gostaria de ser tratado” nunca foi tão relevante.

Se puder, além da defesa pense no ataque olhando oportunidades neste momento. Aquela empresa que sempre pensou em adquirir, ou aquele profissional que sempre quis recrutar podem estar mais abertos a ouvir propostas. O efeito no time será muito motivador.

Mantenha o foco. Nestes momentos ficamos aflitos e queremos fazer algo. Ouça todos, mas resista a mudar muita coisa ou sobrecarregar seu time com novas demandas não importantes. Conselheiros tendem também a fazer muitos pedidos e dar muitas sugestões nestas horas. Mantenha a disciplina.

Finalmente queremos reforçar nossa visão de investidores de longo-prazo. Não sacrifique o longo-prazo para satisfazer investidores no curto-prazo.

Vale lembrar uma cena do filme Apollo 13 em que a missão passa por um enorme desafio. O chefão comenta com os engenheiros; “This will be Nasa’s worst moment”, no que o engenheiro (Ed Harris) responde: “With all due respect sir, I believe this will be our finest hour!”. Momentos como este definem os grandes líderes.

Boa sorte, cuide de você (lembre-se do aviso no avião, coloque primeiro a sua máscara e depois a da pessoa ao seu lado). Se você não estiver bem, será mais difícil cuidar da sua família e de seus profissionais. Conte conosco.

Florian Bartunek
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide