AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 18/11/2019

Assim como não existe “estar meio grávida”, não é possível estar “mais ou menos focado”. Este é um jogo de apenas “sim” ou “não”. Variam só a profundidade em que se está concentrado para determinada tarefa e o tempo que ela leva para ser concluída.

Em licença poética, poderíamos substituir foco por “presença”, uma vez que encontrar-se desfocado resume-se a não estar no aqui e no agora e, invariavelmente, trocar aquilo que deveria ser feito prontamente pela inquietação de um futuro que não aconteceu (e que pode nunca acontecer) ou lembranças de um passado que não volta.

A boa notícia é que podemos aprender a nos concentrar e, com isso, conquistar os resultados desejados, antes de serem pulverizados pela dispersão.

No médio e no longo prazo, são diversas as técnicas que podem ser empregadas na busca pelo foco: yoga, práticas de respiração, mindfulness e até sons binaurais, que acalmam o cérebro com pulsações de baixa frequência.

Há um outro caminho, curto e efetivo: o das tarefas imediatas – ações simples e eficazes que tomam pouco tempo e não custam absolutamente nada.

Aqui estão 8 dicas (que funcionam) que impactarão diretamente o seu foco e produtividade:

1. Acalme seu cérebro

Pare, respire, respire de novo. E, quando sentir que estiver se acalmando, respire novamente. Antes de qualquer tarefa importante, uma dica infalível é serenar o cérebro. Sentar-se numa posição confortável, com a coluna ereta, tomar longas respirações pelo nariz e soltá-las pela boca, nos serena mesmo em cenários barulhentos e contribui poderosamente para a nossa concentração.

2. Visualize as suas metas

Já escrevi aqui em Época Negócios que, quanto mais você visualiza o futuro que deseja, maiores são as chances de ele acontecer. A criação recorrente de imagens mentais positivas para a conquista de resultados pavimenta o caminho para alcançá-los. Mentalizar, portanto, a tarefa em questão, o que você deseja a partir dela e sentir como se a tivesse concluído, coopera enormemente para executá-la com sucesso.

3. Deixe o celular no modo avião

O modo avião pode ser libertador, se você souber usá-lo. Além do pacote básico — desativar o wifi, o rádio, o bluetooth, impedir fazer e receber chamadas, cortar o 4G e manter a segurança do voo, o modo avião aciona um off mental absolutamente imprescindível para quem deseja se concentrar. Você não precisa estar voando para criar sua própria disciplina. Dê um fim às dispersões!

4. Abuse dos fones de ouvido!

Mesmo quando desligados. Fones de ouvidos dão aos colegas — e a nós mesmos — uma sensação permanente de “não perturbe”. Caso você consiga a dádiva de ouvir música e mesmo assim se concentrar, melhor. De uns meses para cá, venho testando playlists com músicas instrumentais e com mantras. Quando me encho delas, o que acontece com certa frequência, desligo e sigo concentrado — de fones.

5. Faça pausas estratégicas

Um estudo da Universidade de Illinois, liderado pelo psicólogo Alejandro Lleras, demonstrou que pequenos intervalos durante tarefas de aproximadamente 50 minutos levaram os participantes da pesquisa a um melhor desempenho em relação àqueles que não deram um break. Isto porque, em modo contínuo, tendemos a sucumbir ao “decréscimo de vigilância” ou a perda de foco com o passar das horas.

6. Repense o seu ambiente

Exerça o controle do seu espaço de trabalho. À primeira vista, não parece, mas o nosso ambiente desempenha um enorme papel na forma como somos capazes de nos concentrar. Ao deixar o seu escritório e casa organizados, a começar pela própria mesa, sua mente irá captar um maior senso de organização e, graças a isso, pensará com clareza. Antes mesmo de produzir, limpe e organize a sua área de trabalho — inclusive a virtual.

7. Tenha caderno e caneta próximos

Exatamente isso: o bom e velho combo caneta e papel ainda funciona, e muito, quando o assunto é foco e concentração. E por uma simples razão: você não pode — nem deve — abrir uma tela atrás da outra. Durante tarefas que exijam concentração, um bloco de notas pode colaborar. É nele que você anotará pensamentos, comentários, dados e números importantes para os quais, antes, “você daria um Google”, naufragando logo num mar de distrações.

8. Identifique o seu “horário nobre”

E trabalhe para maximizá-lo. Conhecer o seu melhor ciclo de energia e tirar disso uma vantagem faz com que você possa programar as suas tarefas desafiadoras para horários particulares, quando seus níveis de energia estão mais altos. Quais são os seus? Manhã? Pós-almoço? Ou seria você notívago? Aqui, autoconhecimento é a chave. O mesmo vale para os períodos em que a sua energia está baixa: use-os para tarefas mais burocráticas.

Projetar as suas tarefas de forma cuidadosa, colocando energia naquilo que importa, permite colher resultados significativos e com menos esforços desnecessários.

Bom foco!

*Marc Tawil é empreendedor e comunicador multiplataforma. É head da Tawil Comunicação, Nº 1 LinkedIn Brasil Top Voices & Live Broadcaster e apresentador do podcast Autoperformance, na Rádio Jovem Pan. É também autor de HarperCollins Brasil, editora pela qual publica, em 2020, o livro “Seja Sua Própria Marca”.
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide