AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 04/03/2019

Às vezes, a gente dá uma paradinha e pensa em certas coisas que parecem nos estar incomodando. Vamos lá detalhar um pouco.

Você também já teve aquela sensação de querer ser uma pessoa de sucesso?

Bem, acho que todos nós de alguma forma ou em alguns momentos temos essa vibração interna e que nos deixa esse sentimento ruminando na nossa cabeça.

Eu explico essa pergunta que faço pra você, para sequenciarmos esse artigo, de forma mais clara.

Vamos dizer que você vê um vídeo de sucesso de um cantor, de um artista, de um micro empresário ou mesmo de um cara de pouca idade fazendo o maior sucesso como o seu startup.

Aí você pensa: -Pô só na minha horta é que não chove!

Você fica com isso na cabeça e logo na primeira oportunidade, comenta

todo entusiasmado com um amigo, esses exemplos de sucesso.

Aí ocorre algo interessante. Você expôs o tema para trocar umas ideias e ao mesmo tempo esvaziar um pouco essa sensação e ele para sua surpresa diz:

-Nossa cara, você está com inveja deles?

Bem, como sabemos, inveja é um sentimento negativo. E quando alguém nos acusa de sermos invejosos sobre o que quer que seja, não gostamos nem um pouco! Pode até ser um motivo para começar uma discussão nada agradável.

E depois desse papo com o seu amigo, você pensa consigo mesmo; -Eu não sinto inveja! Eu acho que também tenho condições de chegar lá! Eu acredito na minha capacidade! Sei que falta alguma coisa, mas vou descobrir!

Sabe o que está acontecendo? Você realmente não é uma pessoa invejosa e você sente isso. O problema é de semântica. Vamos lá então.

Tem uma outra palavra que pode expressar exatamente seu sentimento, sem ser você taxado como um cara invejoso. Essa palavra é Emulação.

Consultando os dicionários temos as seguintes explicações:

“Emulação é um sentimento que faz uma pessoa tentar se igualar a outra ou mesmo superá-la em alguma coisa, algum quesito, que gostaria de ter, ser capaz de realizar, etc.

É um sentimento que leva a fazer uma competição justa. É uma ação de disputar ou concorrer de maneira honesta com alguém”.

Entendendo assim, existi uma vontade justa e honesta de conseguir ser tão bom quanto alguém em alguma habilidade.

Utilizando os conceitos da NL-Programação Neurolinguística, ela no ensina que podemos usar uma técnica chamada de Modelagem que poderá dar uma solução para a ansiedade de sermos também uma pessoa de sucesso tanto quanto uma outra que apreciamos.

Digamos que você gostaria num futuro, gerenciar um departamento, da mesma forma que o seu atual gerente consegue. A técnica de PNL nos ensina que se deve identificar determinadas habilidades, no caso, as do seu gerente, e estudando-as para conseguir repeti-las e assim, obter os resultados desejados.

Seria como descobrir a receita do sucesso.

Obviamente não se faz um bolo apenas com a receita; precisa-se dos ingredientes, determinadas condições, tais como, fogão, panela, batedeira e outras coisas.

Para saber como a pessoa chegou a determinados resultados, precisamos primeiro descobrir a receita do seu sucesso. Depois se quisermos repetir, precisamos definir se é isso que queremos, que precisamos e se temos condições de pagar pelo preço.

Pode ser que a pessoa batalhou por muito tempo para desenvolver determinada habilidade e talvez esse esforço todo seja muito sacrificante pra ser enfrentado! Pois como se lê na capa de um livro do meu colega economista

Milton Friedman: “Não existe almoço grátis”!

Tudo vale a pena se sua a alma não é pequena (Fernando Pessoa) ainda assim é preciso verificar se a receita cabe no nosso contexto. Se temos recursos para aplica-la. Isso pode custar dinheiro e dinheiro custa ganhar e para ganhar precisamos sair da zona de conforto.

No fim torna-se necessário verificar se temos motivação suficiente para enfrentar os problemas que surgirão na nossa estrada que trilharemos para atingir o sucesso buscado.

Para tudo que fazemos na vida existe uma motivação; um motivo para uma ação. Para o que deixamos de fazer, normalmente a motivação não foi tão grande. É a famosa Relação Custo x Benefício.

Diversos jovens que iniciaram como pilotos de carros de corrida tiveram Airton Senna como modelo. Eles não tinham inveja do Airton. Queriam apenas ser igual ou melhor do que ele. Isso é emulação.

Agora, após esse comentário, convido você para descobrir o seu modelo de sucesso que acha interessante para você conseguir o estilo de vida desejado e que você merece!

Então amanhã, quando você conversar de forma entusiasmada sobre o sucesso de alguém que você admira, que tem qualidades e valores que você almeja também possuir, fique à vontade. Se chamarem novamente você de invejoso, saberá como redarguir!

Então, vamos à luta sem inveja com muita emulação e suportada pela nossa resiliência!

(Elazier Barbosa)
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide