AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 15/08/2018

Deixar um emprego por vontade própria parece algo assustador, principalmente sem ter um “plano B.” “Para onde você está indo?” Essa é a primeira pergunta que seu chefe e os seu colegas de trabalho certamente farão.

Dizer que você não tem certeza pode pegar mal. Porém, nem sempre pedir demissão sem planos futuros pode ser tão ruim. Conheça sete situações que comprovam isso:

Quando você está trabalhando em um ambiente tóxico

Se o seu ambiente de trabalho é tão tóxico que você não consegue enxergar com clareza quais são os seus pontos fortes e os seus valores, tomar distância pode ser a única maneira de recuperar a fé em si mesmo. “Às vezes você precisa de tempo para se desintoxicar e se curar de situações abusivas”, disse Rhonda Ansted, coach de carreira e fundadora da consultoria Be the Change Career, ao site da revista Fast Company.

Se você tem economias suficientes

Caso você esteja pensando em deixar o seu emprego, comece a juntar dinheiro suficiente para ajudá-lo até encontrar sua próxima oportunidade. Calcule quanto tempo você acha que vai levar para encontrar o seu próximo trabalho e poupe o quanto vai precisar para que não passe aperto. Deixar o seu emprego sem qualquer dinheiro poupado fará com que você se sinta forçado a aceitar qualquer trabalho por necessidade financeira.

Caso você não possa procurar emprego enquanto está no seu trabalho atual

A procura por emprego é demorada. Procurar um novo trabalho enquanto está no antigo significa que você não pode se dedicar totalmente às oportunidades disponíveis – além do risco de a informação chegar aos ouvidos do chefe atual.

Se permanecer for mais estressante do que a ansiedade de sair

“Para algumas pessoas, o medo do desconhecido é um bloqueio”, disse Ansted.

Abandonar o seu emprego sem um “plano B” tem o mesmo efeito no seu sistema nervoso do que entrar no deserto sem água. Quando você está infeliz em seu trabalho, esse estresse pode levar a situações piores do que a ansiedade. Pode causar privação do sono, depressão, diabetes e uma série de outras doenças. Avalie o impacto que a infelicidade no trabalho atual tem na sua saúde.

Caso você tenha um suporte

O suporte pode vir de um grupo de amigos ou de um coach de carreira, que pode ajudar a ver as coisas de maneira mais clara. O importante é que eles sejam formados por pessoas que conheçam os seus pontos fortes e que possam ajudar a encontrar uma saída.

Se você precisa de tempo para refletir

Deixar o emprego sem planos futuros permite que você esteja aberto a oportunidades que talvez nunca tenha considerado. Possibilita uma maior reflexão.

Caso você precise de um “empurrão”

Mesmo quando você está no emprego errado, a segurança de ter um rendimento estável dificulta a busca por trabalho. Quando, de repente, você fica descoberto dessa renda segura, isso pode lhe dar a adrenalina que antes faltava na sua busca por emprego.
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide