AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Momento Empresarial



Publicado em: 27/10/2011

Infelizmente, perdemos há poucos dias, o grande Steve Jobs, uma das mentes mais brilhantes que o mundo pode conhecer nos últimos anos, na área da tecnologia da informação. Este gênio transformou e facilitou a maneira de comunicação entre as pessoas, além de nos deixar exemplos de vida, superação e de como devemos explorar a criatividade que muitas vezes, temos e tememos usar.

No caso de Steve Jobs, embora já conhecido mundialmente, nestes dias tem-se falado muito sobre seus feitos e, principalmente, sobre como ele não se furtava em ousar nos seus projetos, sem medo do erro.

E você? Será que em algum momento de sua vida, profissional ou pessoal, já não pensou em fazer algo que lhe veio à cabeça? Por acaso, já não teve alguma idéia brilhante, ou pelo menos que julgasse ser, e refugou com medo de tentar e não dar certo? Será que você, tendo percebido que aquele curso que estava cursando não era o esperado e mesmo assim tocou em frente, por medo ou pena de abandonar e passar para outro?

Tenho que admitir que em muitos casos, as tarefas de se levar adiante algum projeto e desenvolver uma idéia, não sejam tão simples assim. Muitas vezes, nem sequer apresentá-la e discorrer sobre ela é possível. Eu digo isso em função de ter a oportunidade de observar esse tipo de conflito, em muitas empresas por onde passo a trabalho. È comum detectarmos muitas vezes, aquela pessoa que se destaca, não pela simpatia ou pela característica espontânea, mas, pela vontade de criar, de dar idéias e de gerar mudanças.

Cabe salientar que encontramos também muitos empresários com muitas idéias e caminhos interessantes a serem seguidos e aplicados em sua empresa, mas que ficam somente no campo das idéias e planos. Ação, e até coragem para implementá-las, não vemos. Tem sempre aquela de deixar pra mais tarde, que não é o momento, e outras desculpas.

Se não colocam em andamento suas próprias idéias, imagine se interessar e aplicar a de um colaborador?
O que quero frisar hoje é que a criatividade deve ser percebida, avaliada e incentivada por todos aqueles líderes empresariais que dispõem de vários talentos a sua volta e sequer se dão ao trabalho de ouvi-los. E quando ouvem, não dão a devida importância. Com isso, quem perde é ele mesmo, pois, se ele não ouve e não apóia, certamente alguém irá fazê-lo.

Existe uma frase que é muito comum de ouvirmos: “Como não pensei nisso antes?”

Pois bem, na maioria das vezes, tinha sim, alguém querendo falar e sugerir exatamente aquilo que o surpreendeu. Outro acolheu, ouviu e teve a inteligência de aproveitar a idéia.

Uma das obrigações do verdadeiro empresário e líder é a de saber observar sua equipe. Ter a grandeza e a humildade estratégica de observar as simples, porém, funcionais e criativas idéias, que irão de alguma maneira, ajudá-lo em determinadas tarefas. Saibam que até na geração de significativas economias para a empresa, a curto e médio prazo, essas idéias poderão contribuir.

Mas, o importante mesmo é deixar explícito neste artigo que criatividade não deve ser um dom ou potencial a ser explorado apenas por chefias e patrões. Todos devem exercer por si próprios, a capacidade de inovar e gerar mudanças que favoreçam a sua empresa, o seu trabalho e, principalmente, o seu desenvolvimento pessoal e profissional.

O que de pior pode acontecer para uma pessoa, é o reconhecimento futuro de que poderia ter mudado a sua trajetória de vida e não o fez. Isso é mortal.

Com seriedade, responsabilidade e após muita reflexão, não que vá atingir um status semelhante ao do nosso laureado Steve Jobs, todos devem ousar e procurar colocar em andamento, idéias e projetos identificados. Você pode não ficar milionário, nem ser conhecido mundialmente, mas, irá sentir um enorme prazer por ter criado e ter mudado o seu mundo, que, aliás, é o que interessa.

Um abraço a todos.




Luiz Antonio Farina Dias , Consultor Empresarial. Engenheiro, Economista. Pós Graduado em Gerência Empresarial pela FACESM. Pós Graduado em Qualidade e Produtividade pelo Departamento de Engenharia de Produção da UNIFEI. Mestre em Engenharia de Produção pela UNIFEI. Professor Universitário. Para falar com o autor, use o e-mail luizfarina@bol.com.br

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide