AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-2772
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» Comportamento.
» Comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista Serviço - SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Serviços Prestados - AECAMBUÍ
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Comportamento.



Publicado em: 02/04/2021

“Você já os viu por aí. Aliás, os vê todo dia, desfilando pelas redes com suas vidas de luxo e suas conquistas materiais. Você já se perguntou por que eles fazem isso?

Segundo eles, para inspirar você.

Em uma releitura já batida da conhecida ‘jornada do herói’, eles contam e recontam sua história sofrida, o momento em que partem em sua jornada especial, os desafios que enfrentaram, até a grande conquista e o seu retorno como o herói que conquista a liberdade de viver.

Se eles passaram por tantas dificuldades e conseguiram chegar lá, conhecer a sua vida de alto padrão vai inspirar você a correr atrás dos próprios sonhos…

Mas não é assim que funciona.

Ostentação é uma fraqueza. Tentar impressionar os outros não é inspirador. É apenas uma grande tolice. Seguir lições de tolos não fará você ter uma vida melhor. No máximo, irá alimentar suas próprias fraquezas - e talvez você mesmo se torne um tolo.

Preste atenção às palavras de Sócrates:

‘A riqueza não produz virtude, mas a virtude torna a riqueza e todas as outras coisas boas para todos, tanto individual quanto coletivamente’.

Vantagens externas como saúde, riqueza, reputação, são no máximo vantagens. Não são essencialmente coisas boas por si. Só são boas se soubermos usá-las com sabedoria.

Donald Robertson vai além: essas vantagens trazem aos indivíduos tolos mais oportunidades de prejudicar a si e aos outros. Quando mal utilizadas, fazem mais mal do que bem. A ostentação é um exemplo disso. Ele diz:

‘O sábio não precisa de nada, mas usa tudo para o bem; o tolo acredita que precisa de inúmeras coisas, mas utiliza todas para o mal’.

O verdadeiro objetivo na vida não é adquirir tantas vantagens externas quanto possível, mas usar o que nos é dado com sabedoria: doença ou saúde, riqueza ou pobreza, facilidades ou obstáculos.

Em tudo há a possibilidade de exercer a virtude, de corrigir nossas falhas e talhar o nosso caráter. Mas pode ter certeza: você dificilmente encontrará isso em uma foto no Instagram.”

Por: Leandro Vieira, CEO Portal Administrador




notícias da mídia Notícias pesquisadas em jornais e sites.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide