AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Comportamento



Publicado em: 04/04/2018

Se você realmente quiser deixar alguém nervoso durante uma discussão, experimente pedir que se acalmem.

Todo mundo que já falou algo do gênero sabe que essa frase raramente tem o efeito desejado. Em vez disso, expressões como "calma" ou "relaxa!" provavelmente vão irritar ainda mais a outra pessoa, ou então deixá-la mais frustrada e nervosa, especialmente quando a situação já está quente.

Assim como virar os olhos, resmungar ou calar-se, certas palavras podem transformar uma discussão produtiva em uma briga sem resultado.

Terapeutas revelam as 7 frases que você jamais deveria dizer durante uma discussão com parceiros, amigos, parentes -- ou basicamente qualquer pessoa.

1. "Você nunca..." ou "você sempre..."
"Essas frases tudo-ou-nada costumam ser exageros e são usadas para ilustrar um ponto de vista ou provocar alguma reação emocional. Mas elas geralmente são imprecisas ('ocê nunca me ouve!) e podem fazer com que seu parceiro fique na defensiva. O resultado disso é que eles não vão captar a mensagem que você está tentando transmitir e, em vez disso, vão querer provar que você está errado. Isso vai levar a uma conversa circular, que não chega a lugar nenhum.

Em vez disso, seja específico e objetivo em relação ao que está te incomodando, comece as frases com "eu" e concentre-se nos fatos. Por exemplo: 'Estou magoado e me senti desprezado ontem quanto pedi que você arrumasse suas coisas antes da chegada das visitas e você não fez nada. Da próxima vez que formos receber pessoas, gostaria que você me ajudasse", explica Tara Griffith, terapeuta de casais e famílias e fundadora do Wellspace SF.

2. "Você está fazendo como sua mãe."
"Ou irmão, amigo maluco, tio bêbado etc. Esse tipo de declaração desvia a conversa do que realmente importa e a transforma em assassinato de reputação. Eis a estratégia: se você estiver perdendo a discussão, mate o adversário. Sim, você pode estar fazendo como sua mãe, mas não é disso que estamos falando", explica Winnifred M. Reilly, terapeuta de casais e famílias e autora de It Takes One to Tango.

3. "A gente conversa quando você estiver sendo racional."
"Essa frase não é nada racional. O objetivo dela é machucar emocionalmente o outro, não pedir um tempo. Quando a conversa fica quente, um tempo para baixar o cortisol e a adrenalina (cerca de 20 minutos) é uma boa ideia. Identifique as causas químicas: "Estamos ficando muito exaltados – eu sei que eu estou. É culpa do maldito cortisol e adrenalina! Vamos esperar 20 minutos para conversar de forma respeitosa, como queremos e merecemos", explica Steven Stosny, psicólogo e autor de Love Without Hurt.

4. "Acabou! Vou embora!"
"As palavras são importantes. Evite dizer coisas das quais vai se arrepender depois. Ameaçar ir embora é a coisa mais dura que você pode dizer para seu parceiro, especialmente se não for verdade. Uma coisa é querer um tempo para respirar e se acalmar. Outra é dizer: 'Não te amo mais e vou embora'. Essas palavras machucam muito, e você jamais poderá retirar o que disse.

Em vez de gritar, se acalme e tire um tempo para recuperar o equilíbrio. Prometa voltar num dia combinado", explica Sheri Meyers, terapeuta de casais e autora de Chatting or Cheating: How to Detect Infidelity, Rebuild Love and Affair-Proof Your Relationship.

5. "Você é um @#$%&!"
"Não há nada construtivo em xingamentos ou qualquer tipo de linguagem degradante. Esses insultos costumam ser usados para expressar raiva e fazem o outro se sentir mal, mas não vão resolver nenhum conflito. Pelo contrário: eles podem levar a contra-ataques, prejudicar ainda mais o relacionamento e te fazer se sentir culpado – além das emoções negativas que você já está sentindo. Tente se concentrar nas questões específicas ou em como as ações do outro te afetam, em vez de partir para o ataque", explica Gina Delucca, psicóloga clínica do Wellspace SF.

6. "Você está fazendo tempestade em copo d'água"
"Dizer isso implica que a pessoa não tem motivo para ficar chateada. Na maior parte das vezes, essa frase vai ser mais gasolina no fogo. Quando estamos chateados, queremos ser ouvidos e compreendidos, não ouvir que estamos exagerando. Melhor perguntar: 'Por que você está tão incomodado com isso?'", questiona Reilly.

7. "De novo não! Você não consegue esquecer isso?"
"Tudo o que dê a entender que o ponto de vista do seu parceiro não é válido ou que a reação dele está errada, em geral dito na forma de 'isso é ridículo', 'você está louco', 'calma, você está exagerando' ou 'lá vamos nós de novo' (incluindo revirar os olhos e suspirar), na realidade significa dizer para o parceiro: 'Tem alguma coisa errada com você, não respeito o que você tem a dizer e não estou a fim de ouvir, me comunicar ou mudar'.

Sim, brigar é estressante. E é totalmente compreensível que você queira evitar outra briga usando frases assim logo de cara. Mas elas são um jeito certeiro de piorar ainda mais a discussão. Mostre interesse. Reconheça o ponto de vista do outro, dizendo: 'Me explique porque você está chateado e o que está sentindo. Quero entender. Vamos resolver juntos. Somos um time", explica Meyers.


notícias da mídia Notícias pesquisadas em jornais e sites.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide