AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Comportamento



Publicado em: 21/08/2016

Revelar a frustração e colocar em prática a atitude defensiva é tentador depois de receber críticas ao seu desempenho durante a reunião de avaliação com o chefe. No entanto, (e obviamente) é mais vantajoso resistir a este comportamento instigante, segundo Michael Kerr, autor do livro The Humor Advantage (A Vantagem do Humor), em reportagem no Business Insider.

Mais indicado do que se contorcer de desconforto é respirar fundo e mostrar ao gestor que você está atento à mensagem e interessado em aprender com ela.

E quando o profissional discorda radicalmente do que é dito por seu chefe? Ao fim da reunião agradeça, diga, porém, que não tem certeza se está de acordo com aquele feedback, peça tempo para pensar e pergunte pela possibilidade de um novo encontro depois de uma semana, indica Kerr. Nada como o tempo para tornar a conversa mais produtiva e menos reativa.

Confira as frases que segundo o especialista é melhor riscar do seu repertório em reuniões de feedback para manter uma boa relação no trabalho.

1. “Mas isso não está no meu job description” ou “ isso não é responsabilidade minha”

O risco é parecer preguiçoso. Segundo Kerr, o gestor vai entender que há mais preocupação em diminuir responsabilidades do que ajudar a empresa a suceder. As empresas buscam justamente pessoas dispostas a fazer o que for preciso sem se preocupar sobre de quem é a responsabilidade.

2. “Não sou pago para isso” ou “ não sou pago o suficiente para”

Mais uma vez a imagem que vai marcar a memória do gestor é de uma pessoa que quer fazer menos ou o mínimo que lhe é requisitado.

3. Se você acha que eu sou ruim, você deveria prestar atenção ao....

Quem escolhe falar isso ao chefe se mostra mesquinho, tentando transferir a culpa ou dando desculpas, segundo Michael Kerr. Mantenha o foco no seu desempenho em vez de falar dos outros durante a reunião.

4. “É o que todo mundo me diz”, “é o que meu último chefe disse também” ou “ sim, já ouvi isso antes”

Dá a ideia de impermeabilidade a feedback ou de incapacidade para mudar um comportamento, segundo o especialista. Se o que seu chefe fala já foi dito a você, considere, ao menos, que essa é uma percepção comum sobre você e trabalhe para corrigir sua atitude, aconselha Kerr.

5. “ Gostaria que tivesse me dito isso antes”

Não é grave mas é inadequada. Melhor sair do passado e voltar-se para o futuro. Kerr sugere frases como “estou feliz por saber disso agora” ou “definitivamente vou trabalhar nessa questão para o futuro”.

6. “Posso fazer críticas construtivas a você, agora?”

Se avaliar o chefe não é parte oficial da reunião de análise de desempenho na sua empresa, criticá-lo só vai expor o clima defensivo que se instalou sobre você, segundo o especialista. De acordo com Kerr, não há problema em expressar seus pensamentos e preocupações e se o chefe pede uma avaliação sua do desempenho dele não há porque não falar, mas há que se tomar muito cuidado para não ofendê-lo.

7. “Eu acho que você está sendo crítico demais”

Mesmo que seja verdade, a imagem que você vai transmitir ao dizer isso ao chefe, de acordo com Kerr, é que não quer aceitar a responsabilidade ou que não dá importância a detalhes. É melhor colocar mais atenção no que é realmente importante, indica o autor.


notícias da mídia Notícias pesquisadas em jornais e sites.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide