AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
comunicação



Publicado em: 03/11/2015

Se você está atrás de um emprego e conta com o Linkedin para alcançar seu objetivo, é bom passar uma impressão adequada na rede social para assuntos profissionais. Alguns aspectos são importantes para passar seriedade e para, quem sabe, captar a atenção do recursos humanos ou do próprio empregador.

Recrutadores analisam a rede social e costumam analisar profissionalmente o perfil dos candidatos.

Mas há também a lista do que evitar e deixar exposto no perfil e no resumo do currículo. O "inc.com" publicou uma lista com uma série de dicas e o iG separou as 10 mais importantes para você não estragar uma oportunidade mesmo antes de chegar a uma entrevista de emprego:

1. Aquele e-mail antigo

Todo mundo tem um e-mail da época de quando era adolescente ou mesmo da época do acesso discado à internet. De uso estritamente pessoal, o endereço é muitas das vezes composto por abreviações e/ou apelidos. Manter essa conta é direito de cada um, mas é um erro colocá-lo à disposição no Linkedin. Aos olhos do mercado de trabalho, isso pode passar uma impressão bastante antiprofissional.

2. Experiência em que?

Tudo na vida tem um propósito e traz aprendizados, sem dúvidas. No entanto, trabalhos de verão e viagens de lazer não vão acrescentar muita coisa para quem visualizar o seu perfil. Por conta disso, essas tarefas não precisam estar na sua lista de experiência.

3. Linkedin não é WhatsApp

Encare a rede social para negócios como uma carta de apresentação para uma empresa na qual você deseja muito trabalhar. Então evite gírias, abreviações e – atenção! – não deixa passar erros de gramática. Revise mais de uma vez para evitar essa gafe.


4. Não prolongue para o lado pessoal

Informações como data de nascimento, etnia, afiliação política ou religiosa, razões pelas quais saiu ou foi mandado embora no emprego anterior. Anotou? Seleciona tudo isso e pressiona "delete".

5. Seu hobby não interessa

É sério! Você não está em um bar conversando com alguém sobre como admira esportes radicais ou gasta três horas em um café da livraria da esquina da sua rua. Ninguém ali está ligando para esse tipo de informação.

6. Telefone residencial

Ao invés de deixar seu número de casa, coloque no seu perfil o seu contato de telefone celular. Para o empregador, é mais válido um meio pelo qual ele possa te encontrar a qualquer hora, seja lá onde você estiver.

8. Mais de uma página

Escrever é cortar. Hierarquize as suas principais informações e evite ao máximo ter que escrever "o resto" em uma segunda página. O nome já diz: é o resto

9. Foto ostentação

Facebook, Instagram, Snapchat. Listamos aqui algumas das redes sociais nas quais cada um deve postar e comentar o que bem entender. No Linkedin também, mas a recomendação é uma foto mais sóbria, com menos biquíni, sunga e praia.

10. "Resumo:"

Precisa dizer que é desnecessário? Escrever "Resumo:" para titular um resumo é, no mínimo, óbvio.


notícias da mídia Notícias veiculadas na mídia impressa

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide