AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
comunicação



Publicado em: 04/03/2016

MAIS BEM e MAIS MAL?

Quando usar MAIS BEM ou MELHOR?

Você sabe qual a MELHOR opção?

Observe o seguinte exemplo:

“A renda deveria ser MAIS BEM distribuída no país.”

Ou deveríamos ter dito “MELHOR distribuída”?

Vamos para a explicação:

Claramente aqui temos um comparativo, certo? Então, se diante do comparativo tivermos um particípio, ou seja, aquela forma verbal terminada em -ado ou -ido, podemos substituir os comparativos “melhor” e “pior” pelas formas “mais bem” e “mais mal”.

Por exemplo:
“Aquele aluno foi MAIS BEM orientado do que os outros alunos da sala.”
“Aquele cão foi MAIS MAL alimentado que os irmãos, por isso ficou menor que os outros.”


É importante saber que não está errado dizer “MELHOR orientado” e “PIOR alimentado”.

Caso o particípio seja irregular (feito, escrito, pago...), devemos usar MAIS BEM e MAIS MAL:

“Trata-se da proposta MAIS BEM feita”;
“Foi o texto MAIS BEM escrito”;
“É o profissional MAIS MAL pago da empresa”.

Se não houver um particípio na frase, MELHOR e PIOR devem ser usados. Exemplo:
“Aquele aluno é MELHOR do que os outros.”
“Aquele aluno é o PIOR da turma.”

Assim sendo, devemos usar:
“Isso é para MELHOR atender os nossos clientes”;
“Nossos clientes são MELHOR ou MAIS BEM atendidos”;
“Eles se prepararam MELHOR neste ano”;
“Eles estão MELHOR ou MAIS BEM preparados”;


DEGRAUS ou DEGRAIS?

Primeiro vamos lembrar a regra para formar o plural de palavras terminadas em -AL, -EL, -OL, -UL.

Repare bem como é fácil: basta tirar o "L" final e acrescentar IS.

Por exemplo, para o plural da palavra semanal, tiramos o L e o substituímos por IS. Aí temos semanAIS. O mesmo ocorre com a palavra anuAL: tiramos o L, substituímos por IS e temos o plural anuAIS.

Outros exemplos, agora de palavras terminadas em -EL, - OL e -UL:
DuplicávEL: no plural, duplicáveIS.
SOL: sóIS.
AzUL:azuIS.

Mas atenção: são poucas as palavras em português terminadas em -UL. E a palavra cônsUL, uma dessas raras, não se forma tirando o L e colocando IS. Seu plural é cônsules!

Então, qual é o plural de DEGRAU?

É DEGRAUS.

Não confunda as palavras terminadas -AL (plural em -AIS) com as terminadas em -AU (plural em -AUS):
Canal – canais; igual – iguais; animal – animais, atual – atuais...
Grau – graus; degrau – degraus, sarau – saraus; bacalhau – bacalhaus...

O mesmo acontece com as palavras terminadas em –EL (plural em –ÉIS) e em –ÉU (plural em –ÉUS):
Papel – papéis; anel – anéis; pastel – pastéis, hotel – hotéis;
Chapéu – chapéus; troféu – troféus; fogaréu – fogaréus, réu – réus...


Súteis OU sutis?

Vamos tratar da formação do plural das palavras terminadas em -IL.

Mas, para isso, é preciso prestar atenção na sílaba tônica - aquela pronunciada com mais intensidade, com mais “força” que as demais. Às vezes, a sílaba tônica é acentuada graficamente, outras vezes não.

Preste atenção nestes dois exemplos:
Na palavra ÚTIL, a sílaba tônica é Ú - que, nesse caso, leva acento gráfico, pois é paroxítona terminada em “L”.
Na palavra GENTIL, a sílaba tônica é -TIL. É uma palavra oxítona, pois tem a sílaba tônica na última.

Agora,vamos ao plural dessas palavras:

Primeiro caso: quando a sílaba tônica é a última, isto é, a palavra é oxítona, forma-se o plural retirando-se apenas a letra L final e acrescentando-se S.

Assim sendo, o plural de GENTIL é GENTIS.
Outras palavras que se enquadram nesse caso:HOSTIL - HOSTIS;CANTIL - CANTIS; ARDIL – ARDIS; FUNIL – FUNIS; BARRIL – BARRIS; BRASIL – BRASIS...

Segundo caso: quando a sílaba tônica não é a última, isto é, quando a palavra não é oxítona, forma-se o plural retirando-se a terminação -IL e acrescentando-se -EIS.

Assim, o plural de ÚTIL é ÚTEIS.e de HÁBIL é HÁBEIS, de DIFÍCIL é DIFÍCEIS, de PROJÉTIL é PROJÉTEIS....


notícias da mídia Notícias veiculadas na mídia impressa

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide