AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
comunicação



Publicado em: 11/02/2016

Esta história faz parte de uma série de 10 artigos em que os redatores do HuffPost concordaram em um experimento para melhorar a saúde e diminuir o estresse no trabalho. Também faz parte da iniciativa mensal Work Well ("trabalhar bem", em português) que foca em criar um ambiente de trabalho próspero e bem-sucedido.

Notificações: você não consegue viver com elas, mas você também não consegue viver sem elas. Pelo menos, eu pensava assim.

O Huffington Post abraça hábitos saudáveis dentro e fora do escritório e por isso, durante a semana #WorkWell, eu decidi viver uma vida basicamente livre das notificações do meu smartphone. A razão é bem simples: eu chefio a cobertura de tecnologia do HuffPost, então estou sempre pensando em como os aparelhos influenciam as nossas vidas.

E apesar de tentar cortar todos os aplicativos que são irritantes, eu recebo ainda muitas notificações.

Pior, eu recebo todas essas notificações em aparelhos diferentes. Eu tenho um smartphone pessoal, um outro para o trabalho e um tablet que eu uso rotineiramente para assistir vídeos e ler comics.

Nós usamos o Slack no escritório então eu recebo todos aqueles pop-ups e apitinhos no meu computador quando os colegas de trabalho precisam de alguma coisa.

E embora eu basicamente tenha largado os wearables como o Apple Watch na minha vida pessoal, eu frequentemente testo aparelhos novos e repletos de notificações por causa do trabalho. Um estudo descobriu ano passado que só ouvir essas notificações podem acabar com o seu foco.

É um castigo imposto por mim mesma. Meus gerentes não esperam que eu fique disponível as 24 horas e 7 dias por semana. Os amigos podem esperar até quando eu possa responder as mensagens de texto. Não existe absolutamente nenhum motivo para que eu veja que alguém "gostou" dos meus tuites quando estou a caminho do escritório de manhã.

É por isso que eu lancei o desafio de parar com isso.



REGRAS

Ter que configurar todas as notificações em todos os aplicativos e aparelhos parecia uma chatice, principalmente porque eu baixo (e deleto) novos com frequência. Então, eu não fiz dessa forma.

Em vez disso, optei por usar a função "Não Disturbe" o tempo todo. É basicamente uma forma de silenciar as notificações e desviar os barulhinhos das notificações. É supostamente usado no cinema, no jantar ou quando você está tentando dormir ou falar com a sua namorada. Tanto meu Samsung Galaxy S6 quando meu iPhone 6S têm essa funcionalidade -- e o seu telefone provavelmente também tem.

Por uma semana, eu deixei essa função ligada constantemente e, sempre que possível, as telas estavam longe do meu alcance. Normalmente, eu tenho os meus dois telefones em cima da mesa próximos ao meu computador: toda vez que eles faziam um barulho, eu via de imediato e respondia quando necessário. (Geralmente não é necessário responder nesse exato momento, é claro!)

É basicamente isso: uma semana de "não disturbe" e sem telas piscando. Se eu quisesse checar as minhas notificações, eu tinha que propositalmente pegar os meus telefones e checar. Sem barulhos para mensagens ou atualizações do Slack. A estratégia não é tão "pura" quanto desabilitar manualmente todas as notificações, mas fez o serviço.


notícias da mídia Notícias veiculadas na mídia impressa

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide