AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
A legislação e o empresário



Publicado em: 11/04/2016

Se uma empresa terceiriza parte de suas atividades mais relevantes a outra, ela tem que pagar salário igual aos que exercem mesma função, em ambiente comum.

Isto ficou decidido na semana passada no TST, quando o princípio da isonomia salarial “sem exceções” foi enaltecido na Sexta Turma.

Em seu voto, o ministro relator Augusto Cesar Leite criticou a terceirização da atividade fim, como artifício para pagar contracheques diferentes a trabalhadores com as mesmas funções no batente.


notícias da mídia

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide