AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Finanças ao seu alcance



Publicado em: 17/07/2015

Controlar gastos e planejar investimentos não precisa ser uma tarefa cansativa. Ao seguir algumas dicas práticas é possível manter as finanças em ordem sem perda de tempo e dores de cabeça.

Veja a seguir sete dicas para revolucionar sua vida financeira sem complicações:

1) Coloque contas no débito automático

É fácil evitar o risco de atrasar o pagamento de contas e prejuízos com multas por causa de um simples esquecimento: basta colocar em débito automático os compromissos financeiros programados, como conta de celular, água e luz.

Para utilizar o serviço, basta fazer o cadastro da empresa por internet banking, terminais de autoatendimento ou em agências do banco. Assim, qualquer cobrança feita por essas empresas será descontada automaticamente da sua conta corrente.

2) Automatize aplicações financeiras

Valores depositados na conta bancária também podem ser transferidos automaticamente para aplicações financeiras, como a caderneta de poupança.

Essa é uma ótima solução para quem não tem disciplina para poupar, já que o investimento pode ser feito logo que o salário cai, evitando que a reserva financeira seja feita apenas quando sobra algum dinheirinho no final do mês.

Caso o valor não possa ser investido durante determinado período, basta cancelar o serviço a qualquer momento.

3) Reduza o número de contas correntes e cartões de crédito

Ter diversas contas correntes em diferentes instituições financeiras, além de aumentar o risco de descontrole financeiro, também multiplica a cobrança de tarifas pelos serviços e transações realizadas.

Taxas cobradas pelos bancos por saques, transferências e outros serviços podem fazer uma diferença expressiva no orçamento. Uma pesquisa divulgada em maio pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) aponta que no ano passado as instituições financeiras reajustaram tarifas e serviços acima da inflação. O aumento foi de até 136% para serviços avulsos e até 75,2% no caso de pacotes de tarifas contratados.

Além de reduzir custos, consolidar contas e cartões de crédito torna possível monitorar com maior facilidade os gastos mensais.

Outra vantagem é que ao concentrar gastos em apenas um cartão de crédito aumentam as possibilidades de obter mais recompensas no programa fidelidade, já que os pontos são acumulados mais rapidamente (veja quais são os melhores e piores cartões de crédito para acumular milhas).

4) Não espalhe seus investimentos em diversas instituições

Ainda que a diversificação de investimentos seja extremamente importante, dividir suas aplicações entre muitas instituições financeiras pode dificultar o seu controle financeiro e te levar a pecar pelo excesso.

Ao concentrar os investimentos em poucas instituições financeiras você não só conseguirá acompanhar mais facilmente o andamento dos seus investimentos, como poderá reduzir a cobrança de tarifas e acessar produtos mais interessantes, oferecidos apenas a clientes que investem um volume maior de recursos.

5) Faça um orçamento

Com pagamentos programados de forma automática, é necessário criar um orçamento financeiro para monitorar despesas e rendimentos.
A ferramenta escolhida pode ser um caderno de anotações, uma planilha eletrônica ou um aplicativo no celular: o mais importante é se sentir confortável em usar a solução.

Quem é menos disciplinado para anotar todos os gastos e acha complicado acompanhar as despesas pelo internet banking tem à disposição aplicativos que atualizam automaticamente suas movimentações ao se conectarem à sua conta corrente, como o GuiaBolso.

Existem também cartões de crédito, como o Nubank, que são ligados a aplicativos. Além de facilitar a visualização da fatura e atualizar no app cada despesa realizada, a ferramenta também permite dividir despesas por categoria e criar gráficos que ajudam o usuário a analisar melhor como o dinheiro tem sido gasto.

Munido dessas soluções, é possível manter o orçamento equilibrado e evitar cair no cheque especial por falta de fundos em conta.

6) Crie lembretes para revisar tarifas bancárias e aplicações

Especialistas aconselham revisar periodicamente o valor de tarifas e juros cobrados em financiamentos e também o rendimento de aplicações financeiras.

Assim, é possível verificar se vale a pena mudar de banco ou migrar o dinheiro aplicado para investimentos mais rentáveis. O mais recomendado é realizar essas revisões a cada seis meses.

Uma solução simples é agendar lembretes no calendário do celular e já programá-los para que sejam repetidos a cada seis meses.

7) Coloque as soluções em prática de forma gradual

Caso seja difícil encontrar tempo para seguir todas as soluções indicadas de uma só vez, determine um prazo para levar o projeto a cabo e divida a realização de cada tarefa ao longo desse tempo.

A inconveniência será temporária. Posteriormente, será possível economizar tempo para gerenciar as finanças.


mídia notícias da mídia

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide