AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Vida saudável



Publicado em: 29/09/2015

A coluna de hoje começa com uma pergunta simples. Não pense demais antes de fazer sua aposta: qual é a principal causa de morte por doença no Brasil? Pensou em câncer? Se esse foi o seu palpite, não errou sozinho.

A mesma pergunta foi feita pelo Ibope a 1.007 internautas de todo o país. A maioria (53%) dos homens e mulheres, com mais de 18 anos e de todas as classes sociais, acredita que o câncer é a doença que mais mata.

Esse é mais um indício de que os brasileiros ainda subestimam os riscos das doenças cardiovasculares. São elas que provocam o maior número de óbitos no país e no mundo – não o câncer. A cada ano, no Brasil, mais de 300 mil pessoas morrem de infarto, hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC) e outros males do mesmo grupo.

A pesquisa, realizada em junho e julho, foi encomendada pelo Movimento Ame o Coração, iniciativa de uma marca de creme vegetal. O estudo revelou outros dados preocupantes:

• 40% dos entrevistados não haviam realizado exames para diagnosticar o nível de colesterol nos 12 meses anteriores
• 40% dos que têm colesterol alto não praticam atividade física
• 52% dos entrevistados estão acima do peso
• No grupo com mais 35 anos, 65% têm sobrepeso ou obesidade
• 17% dos que têm colesterol alto não fazem tratamento
• 65% dos homens não têm o hábito de acompanhar a saúde
• Entre as mulheres, esse índice é mais baixo: 38%

Esses dados indicam um estilo de vida inadequado e com consequências previsíveis. Infarto não é produto da fatalidade, como tanta gente imagina. Na grande maioria dos casos, as doenças cardiovasculares são resultado de fatores absolutamente evitáveis: hipertensão, colesterol alto, sedentarismo, obesidade, diabetes, tabagismo, alimentação inadequada, acúmulo de gordura na linha da cintura.

A vida longa e saudável com a qual todos nós sonhamos é uma construção diária. Tem muito mais a ver com escolhas acertadas e disciplina do que com sorte. Pense nisso e ouça os recados que o corpo dá. Dez sinais indicam que o coração pode estar em grave sofrimento:

• Fadiga extrema
• Inchaço nas pernas
• Dor no peito
• Dor que se estende até o braço esquerdo ou até a mandíbula
• Cansaço ao caminhar
• Falta de ar
• Tontura
• Indigestão
• Batimentos cardíacos irregulares ou audíveis
• Suor excessivo

Cuide-se bem. Nesta semana do Dia Mundial do Coração e em todas as outras.

(Cristiane Segatto )


notícias da mídia Autores variados

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide