AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Vida saudável



Publicado em: 14/06/2018

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a hipertensão, conhecida popularmente como pressão alta, atinge mais de 30 milhões de pessoas no país, estimando que um a cada quatro brasileiros sofra da condição que aumenta com a queda da temperatura e merece atenção.

Para Rodrigo Pereira Paez, cirurgião cardiovascular do CECAM, a temperatura baixa durante o inverno diminui o diâmetro dos vasos sanguíneos, fechando a circulação e aumentando a pressão arterial.

Segundo o especialista, as complicações ocasionadas por conta do aumento da pressão podem ser graves. “Os perigos da hipertensão englobam desde sintomas simples como cefaleia, enjoo, dor nos olhos e cansaço excessivo até as complicações mais graves como infarto, AVC, edema de pulmão, sangramentos oculares, nasais, pancreáticos e a dissecção da aorta”, explica Paez.


Além do cuidado redobrado para adultos com mais de 35 anos e idosos, o cirurgião cardiovascular indica algumas dicas que auxiliam na prevenção da doença. Confira:

Alguns alimentos e medicamentos devem ser evitados – Os pacientes diagnosticados com hipertensão devem evitar ao máximo a ingestão de sódio, isso inclui temperos industrializados e alimentos embutidos. Além disso, deve-se cancelar também o uso de anti-inflamatórios e corticoides.

Pratique atividades físicas – Mesmo nos dias mais frios, a prática regular de atividades físicas serve para prevenir e auxiliar no controle natural da condição. “Exercícios aeróbicos e prolongados ajudam a prevenir a hipertensão a médio e longo prazo, pois neste tipo de exercício o corpo aquece e transpira, tendo efeito vasodilatador. Dessa forma, a perda de líquidos e sais acontece naturalmente, o que é tão benéfico quanto o uso de medicação”, afirma o especialista.

No inverno, vale apostar mais ainda em alongamentos antes de começar algum exercício e também verificar se a pessoa esta com a pressão controlada ao iniciar essas práticas, evitando assim crises e descompensações durante os treinos.

Saiba administrar situações de stress – A falta de repouso e situações frequentes de stress são alguns dos principais agravantes dos quadros de hipertensão. Portanto, aprender a administrar situações de conflito, ter, pelo menos, 8 horas de sono diárias e repousar o suficiente são algumas das recomendações do cirurgião.


notícias da mídia Autores variados

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide