AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Vida saudável



Publicado em: 03/07/2017

Cuidado, refrigerante pode te matar. Pelo menos é o que indica um levantamento realizado na Tufts University, dos EUA, que mostra que 184,4 mil pessoas morrem por ano por conta do consumo de refrigerantes, energéticos, chás gelada e bebidas a base de frutas.

Os dados são provenientes de pesquisa realizada entre 1980 e 2010 em 51 países.

“Este é um fato muito preocupante. Se os jovens continuarem consumindo essas bebidas no mesmo nível em que as ingerem agora, isso levará a taxas muito mais altas das que registramos hoje de mortes e de pessoas que se tornam incapazes por conta de enfermidades cardíacas ou da diabetes”, afirmou, em entrevista à revista ISTOÉ, a pesquisadora Gitanjali Singh, responsável pelo estudo.

A maior parte das mortes — 75% delas, no caso — acontece em países pobres e em desenvolvimento. A maior parte das mortes ocorre por conta de diabetes e, segundo indica o relatório, 133 mil mortes em diabéticos são causadas por consumo dessas bebidas.

Ainda existem 45 mil óbitos por conta de doenças cardiovasculares e outros 6,4 mil por conta de câncer. Tudo ligado às bebidas açucaradas.


notícias da mídia Autores variados

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide