AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Vida saudável



Publicado em: 16/06/2017

Fatores de risco

De acordo com a literatura médica, são várias as causas que podem provocar os derrames. Segundo a Rede Brasil AVC, algumas condições facilitam a sua ocorrência, o que significa que ter o controle da saúde e manter hábitos saudáveis é capaz de evitar o acidente vascular cerebral. Confira os fatores de risco:

Hipertensão arterial

Popularmente conhecida como pressão alta, trata-se da pressão arterial usada para mandar sangue do coração para o resto do corpo. A média de uma pessoa saudável é uma pressão de 120/80 mmHg, ou seja “12 por 8”. Ao medir e verificar que a pressão está apontando maior do que esse valor, os vasos sanguíneos do cérebro ficam lesionados, provocando o derrame.

Colesterol elevado

Com alto nível de gordura no sangue, principalmente de colesterol, placas nas paredes arteriais são formadas, o que acaba dificultando a passagem de sangue, aumentando a chance de um acidente vascular cerebral.

Diabetes

Por se tratar de uma doença causada por uma deficiência ou resistência de insulina, fundamental no metabolismo da glicose no corpo, pessoas com diabetes possuem um excesso de “açúcar no sangue”.

Tabagismo

Mesmo que a pessoa fume poucos cigarros, a chance de ter um derrame é muito grande. Isso porque as substâncias químicas que estão na fumaça do cigarro acabam passando pelos pulmões e pela corrente sanguínea, afetando todas as células e alterando o sistema circulatório.

Histórico Familiar

Há maior probabilidade de ter acidentes vasculares cerebrais quem já teve um derrame ou ameaça dele ou outra doença vascular, como o infarto e a doença vascular obstrutiva periférica.

Ingestão de álcool e drogas

Por estar ligado à hipertensão e colesterol alto, o consumo rotineiro de álcool é relacionado ao derrame. Uso de cocaína ou crack provocam lesões arteriais e picos hipertensivos, podendo causar o acidente vascular cerebral.

Sedentarismo

Por estar vulnerável a desenvolver doenças vasculares, a pessoa sedentária também tem o peso elevado, o que pode estar atrelado a outros fatores de risco já comentados.

Anticoncepcional

Fazer uso de anticoncepcionais é capaz de aumentar o risco de ter um derrame, principalmente se considerar que a mulher é fumante, tenha enxaqueca ou hipertensão arterial.

Obesidade

Por ter relação com diversos outros fatores que podem implicar na ocorrência de um derrame, a obesidade consequentemente se torna uma característica de quem está mais propenso a ter esse tipo de reação.

Idade e Sexo

O AVC pode acontecer em qualquer idade, até mesmo em crianças e recém-nascidos, mas à medida que a idade avança, a chance fica maior. De acordo com a Rede Brasil AVC, “pessoas do sexo masculino e raça negra exibem maior tendência ao desenvolvimento do derrame”.




notícias da mídia Autores variados

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide