AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Vida saudável



Publicado em: 25/11/2016

Há um critério simples para definir se alguém sofre de hipertensão. Define-se como hipertenso, em geral, aquele que por diversas vezes teve a pressão aferida e o resultado foi maior do que 14 (máxima) por 9 (mínima).

De acordo com o Dr. Amélio Godoy de Mattos, ex-presidente da SBEM , quando diagnosticada a hipertensão, é necessário também investigar os níveis de insulina do paciente, pois ele pode ter resistência insulínica e não ter conhecimento do fato. Embora seja uma doença crônica, que não tem cura, pode ser controlada.

A pressão alta acomete uma a cada cinco pessoas. O tratamento é a base de medicamentos controladores, além da adoção de hábitos saudáveis. Esse controle evita o infarto do coração, o derrame cerebral e a paralisação dos rins.

Apesar de ser uma disfunção genética, a hipertensão pode ser gerada por hábitos de vida inadequados, como a ingestão excessiva de sal ou de bebida alcoólica, além da obesidade e do sedentarismo. Na maioria das vezes, não apresenta sintomas e apenas com o controle da pressão arterial (PA) é possível atestar sua a incidência.

A primeira forma de prevenção é fazer o acompanhamento dos índices da PA, principalmente se pais, avós ou outros parentes próximos também tenham hipertensão.

Outras dicas para uma vida mais saudável

Pratique exercícios físicos: uma simples caminhada de 20 minutos, três a cinco vezes por semana;

Evite alimentos muito gordurosos, frituras, doces e muito salgados;

Evite ingerir bebidas alcoólicas. Elas baixam a pressão e quando se unem aos efeitos dos medicamentos podem causar complicações;

O fumo também é grande agravador do aumento da pressão arterial. Por isso, o indicado é parar de fumar;

Evite o estresse, ele pode dificultar o controle da pressão;

Não interrompa o tratamento com remédios, sem a orientação do médico de confiança.


notícias da mídia Autores variados

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide