AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Vida saudável



Publicado em: 15/01/2016

Estou de dieta e dê olho nas calorias. Aí, vou ao supermercado e olho o rótulo de um refrigerante zero. A bebida tem zero calorias, então, posso consumir, certo?

Errado! Apesar da redução das calorias, a bebida não tem nenhum nutriente bom a seu organismo e ainda não acaba com a sede.


Mais sódio e mais sede

De acordo com os médicos, ao retirar um ingrediente da bebida, como o açúcar, outros elementos são incluídos ou aumentados. O refrigerante zero tem algum tipo de adocante e também mais sódio que a versão normal.

"Com tanto sódio, o refrigerante zero não vai te hidratar. Ele vai deixar você com mais sede", afirma Fontenelle.

Zero açúcar e zero nutrientes

Além disso, médicos e nutricionistas costumam alertar que os refrigerantes não agregam nada a sua saúde. "Não é nutricionalmente bom e nada que tem ali vai trazer algum benefício. O refrigerante não tem função em seu organismo", explica Oliveira.

Mas e se já for um "vício"?

Refrigerantes devem ser excluídos do cardápio

Mesmo sabendo dos males do refrigerante, muitos não conseguem ficar sem a bebida. Para quem está nesta lista, os médicos comentam que vale trocar a versão normal pela light ou zero em um primeiro momento. Depois, a ideia é tentar diminuir a quantidade da bebida. Se consumir um copo por dia, tente beber porções menores ou em dias alternados. Siga assim até conseguir eliminar a bebida de seu cardápio.

Risco de doenças

Quer mais motivos para abandonar os refrigerantes? Pesquisas já mostraram que o consumo diário da versão diet aumenta em 61% a chance de ter problemas cardiovasculares. Há também um aumento do risco de acidente vascular cerebral (AVC).

Alternativas

Uma boa ideia para seguir na dieta e excluir os refrigerantes é apostas em águas saborizadas. A bebida tem baixíssimo valor calórico, hidrata e ainda ajuda a perder peso com combinações de frutas com qualidades termogênicas, que aceleram o metabolismo, por exemplo.


Sucos também podem ser bem-vindos na dieta. O natural, feito com a fruta em casa, é sempre a melhor opção, mas também é possível encontrar bons sucos de caixinha nos mercados.

A endocrinologista Giulianna Pansera e a nutricionista Karla Vilaça lembram que, para escolher o melhor suco, é preciso ficar atento aos rótulos e optar por aqueles produtos com água e fruta e sem conservantes. Sucos integrais ou 100% fruta também são boas pedidas.


notícias da mídia Autores variados

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide