AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 30/10/2015

Para quem está desempregado ou à procura de um trabalho melhor, cada entrevista de emprego é uma chance que deve ser muito bem aproveitada.

Além de colocar o currículo em dia, estudar a empresa contratante, responder às perguntas com perspicácia e cuidar da apresentação, o candidato pode usar uma série de truques a seu favor na hora de impressionar o recrutador.

Conhece o ditado que diz que o diabo mora nos detalhes? Ele vale também para as entrevistas: os pormenores mais imperceptíveis e nossas ações inconscientes influenciam a imagem que transmitimos e, por consequência, as nossas chances de contratação. O site Business Insider listou alguns deles. Confira:

1. O horário da entrevista
Se um recrutador perguntar em que dia e horário da semana você prefere fazer a entrevista, não titubeie: 10:30 da manhã de terça-feira.

Segundo o site de carreiras Glassdoor, esse é o momento da semana em que as pessoas estão mais produtivas. Soma-se a isso o fato do entrevistador já ter tido tempo de tomar café da manhã, checar os e-mails, conversar com os colegas de trabalho e se preparar para conversar com você.

Por motivos óbvios, não é uma boa ideia marcar sua entrevista no final do expediente: o recrutador estará cansado, disperso e, provavelmente, não lhe dará a mesma atenção que daria no início do dia. Também passe longe dos horários próximos ao almoço. Antes da refeição o examinador pode estar impaciente por causa da fome e, se for depois, você pode levar um chá de cadeira até ele voltar do intervalo de almoço.

2. As condições climáticas no dia da entrevista
Pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, fizeram um experimento com 3 mil pessoas em seis anos e descobriram que os candidatos entrevistados em dias de sol se saíram melhor que os concorrentes que fizeram a entrevista em dias chuvosos.

3. O horário que você chega
Chegue cedo, mas não tão cedo. A especialista em ambiente de trabalho Lynn Taylor, afirma que, se você chegar um pouco antes do horário marcado para a entrevista, vai ganhar pontos com o recrutador. Por outro lado, se chegar cedo demais, vai parecer que está ansioso ou que deseja pressionar o recrutador.

“Chegar cedo é, definitivamente melhor que se atrasar, mas não apareça meia hora antes da entrevista”, adverte Taylor.

4. Se o seu concorrente for entrevistado no mesmo dia que você
Você não pode controlar a agenda do seu entrevistador. Mas, se for possível, opte por um dia em que só você será entrevistado. Isso porque os recrutadores avaliam, mesmo que inconscientemente, se você está ou não qualificado para a posição dependendo de quem mais está se candidatando para o emprego.

5. O aperto de mão
Como em qualquer circunstância em que você tem que se apresentar a alguém pela primeira vez, capriche no aperto de mão. Um cumprimento fraco e hesitante transmite falta de ânimo e de confiança. Para Lynn Taylor, um bom aperto de mão é fundamental para causar uma boa impressão. Então, não hesite: coloque um sorriso no rosto e estenda a mão.

6. Se você aceita o café
Mesmo que você seja um grande amante da bebida, o melhor a fazer é recusá-la. Os especialistas John B. Molidor e Barbara Parus explicam que os recrutadores não querem gastar um segundo sequer com coisas que não digam respeito à entrevista. É isso que fazer um café para os candidatos significa: perda de tempo.

7. A cor da sua roupa
Roupas de cores sóbrias como preto, azul, cinza e marrom são bem vistas no ambiente de trabalho. Na hora de se vestir para uma entrevista de emprego, aposte em azul e preto – elas foram eleitas as melhores cores para usar durante o processo seletivo, em uma pesquisa da CareerBuilder com 2 mil profissionais de recursos humanos.

Claro que tudo depende da imagem que você deseja transmitir para a empresa. Se quiser mostrar poder e confiança, vá de vermelho.


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide