AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 30/07/2015



Todos vêm do porco, mas cada um tem seu preço, seu gosto e, claro, seus fãs.




Presunto

Tipo de carne - Só entra carne do pernil (pata traseira), a parte mais nobre do porco

Valor nutritivo - Tem cerca de 18% de proteína e apenas 1% de carboidrato

Calorias - 100 gramas têm 86 kcal

Consumo - Em 2005, segundo o instituto AC Nielsen, os brasileiros, consumiram 65 367 toneladas




Apresuntado

Tipo de carne - Vale tanto carne do pernil quanto da paleta (pata dianteira)

Valor nutritivo - Tem cerca de 13% de proteína e 5% de carboidrato

Calorias - 100 gramas têm 120 kcal

Consumo - 36 863 toneladas (segundo a mesma pesquisa)




Copa

Como é feito - O ingrediente principal é o corte suíno conhecido nos açougues como nuca ou sobrepaleta. Segundo o Ministério da Agricultura, tem que ter, no máximo, 35% de gordura e, no mínimo, 20% de proteína

Calorias (100 g) - 324 kcal

Curiosidade - O tempero da copa tem, geralmente, cravo, canela, noz-moscada e pimentas.




Salame

Como é feito - Carne suína, ou suína e bovina misturadas, adicionada de toucinho. Tem, no máximo, 15% de gordura e, no mínimo, 27% de proteína

Calorias (100 g) - 415 kcal

Curiosidade - Há vários tipos de salame. Os principais são: hamburguês (com pimenta preta em grãos), milanês (que leva vinho branco na composição) e o italiano (com temperos mais suaves).




Mortadela

Como é feito - Mistura de carnes de vários animais e, às vezes, toucinho (gordura de porco). A mortadela comum - há algumas especiais, bem caras - é composta de cerca de 60% de carnes e 10% de miúdos (língua, coração, fígado, rins, peles e tendões) - o resto é gordura

Calorias (100 g) - 260 kcal

Curiosidade - Em 2005, os brasileiros consumiram cerca de 150 mil toneladas de mortadela - mais que o dobro do consumo de presunto.




Salaminho

Como é feito - A composição é bem parecida com a do salame. A diferença é que o salaminho é embalado em tripas mais finas: no máximo, 5 centímetros de diâmetro

Calorias (100 g) - 425 kcal

Curiosidade - Produto tipicamente brasileiro. Foi desenvolvido pelos imigrantes italianos e seus descendentes.




Presunto tipo parma

Como é feito - Pernil inteiro de suínos pesados (porcos de, no mínimo, 130 quilos), sem a pata, salgado e dessecado por um período mínimo de dez meses. É vendido cru

Calorias (100 g) - 220 kcal

Curiosidade - O presunto Parma original (feito na Itália) é salgado com sal marinho por mais de um mês, e depois seco em câmaras especiais por até dois anos




Pepperoni

Como é feito - Carne suína, ou suína e bovina misturadas, temperada com páprica (condimento feito com pimentão vermelho picante)

Calorias (100 g) - 350 kcal

Curiosidade - Entre os frios desta lista, é o mais seco: sua umidade máxima é de 38%



Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide