AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 10/12/2013

É quase impossível resistir às delicias que são feitas nas festas de fim de ano. Afinal, são receitas que normalmente estão presentes no cardápio apenas nesta época do ano. Sendo assim, a tendência é comer mais para saciar a vontade de experimentar tudo e compensar depois.

A boa notícia para quem lutou o ano todo para manter a forma é que, na visão da ciência da nutrição, não é o excesso em dois dias que desequilibra o processo de educação alimentar que foi feito ao longo de doze meses. De acordo com Rafaela Isis Reis Allevato, coordenadora do serviço de Nutrição o Hospital San Paolo - centro hospitalar de média complexidade localizado na zona norte de São Paulo – não precisa evitar comer os alimentos, o ideal está nas escolhas: “Ao invés de exagerar nas saladas, sempre incrementadas com maionese e frutas secas, opte pela de folhas e só experimente a elaborada que a ‘tia’ fez com tanto carinho”.

A nutricionista completa “para sentir-se saciado, comece com a salada de folhas, em seguida parta para o prato principal, sem exagerar, e na escolha da sobremesa, opte por frutas frescas. Se ainda estiver com disposição, experimente o doce de sua preferência”.

Outro problema é a má digestão junto com o desconforto e mal estar. Neste caso, é importante não deixar de lado a hidratação e a prática de atividades físicas, essenciais para o bem-estar e recuperação do organismo.

“Para evitar os desconfortos causados pelos excessos, o ideal é recorrer a soluções com propriedades digestivas. Plantas como o boldo, ótimas para fazer um chá, possuem propriedades benéficas para o fígado; o ruibarbo, que é conhecido por ser digestivo, e a cáscara sagrada, que melhora o fluxo da secreção do pâncreas, são excelentes para este tipo de problema”, afirma Vanderlí Marchiori, nutricionista especialista em fitoterapia

Vanderlí ainda dá dicas do que pode ser feito para aproveitar melhor esses momentos de confraternização e verdadeiros banquetes:

• Antes de sair para encontros com amigos, coma uma fruta com aveia - garante saciedade e não sobra muito espaço para besteiras;

• Não beba líquidos junto com comidinhas. Beba dez minutos antes ou pelo menos meia hora depois de comer;

• Abusou de carnes e frituras? Uma fatia de abacaxi bem geladinha com raspas de limão e hortelã picados auxiliam muito na digestão;

• Troque as opções fritas por assadas: asse o alimento em forno brando para garantir o cozimento interno e aumente a temperatura para poder dourar e deixar o alimento crocante;

• Espere pelo menos 15 minutos para atacar a sobremesa. Escolha cuidadosamente o que atende sua preferência e experimente. Os outros doces não preferidos devem ser evitados, pois comer muito açúcar após a refeição gera mal estar imediato;

• Compre perus e pernis menores. A tendência das pessoas é comprar perus ou pedaços de porcos com 7 quilos e só o fato de ter muito volume já induz as pessoas a consumirem mais e, consequentemente, não digerirem tão bem.

Antes e depois

De acordo com Rafaela Isis Reis Allevato, existem alguns métodos que as pessoas adotam antes e depois das festas, a fim de preparar o organismo para a ingestão calórica de alimentos que farão no fim do ano, entre eles estão:

1) A prática regular de exercícios: Se feita corretamente só trará benefícios ao organismo. Quem pratica atividade física tem o metabolismo mais acelerado, ou seja, gasta mais energia e necessita ingerir mais calorias. Mas não se engane, a receita para o processo de emagrecimento está em não ingerir mais calorias do que o corpo necessita, então não exagere só porque pratica esportes.

2) O uso de laxantes: É uma prática que não é indicada a nenhum individuo como processo de emagrecimento, pois o seu uso deve ser indicado por um especialista como alternativa a obstipação intestinal. Estudos indicam que o uso de laxantes agride a mucosa intestinal deixando o usuário mais propenso a doenças intestinais, portanto, pense bem antes de fazer uso de um medicamento sem prescrição médica.

3) Depois das festividades vale a pena investir em uma dieta desintoxicante, ou seja, uma dieta para ajudar o organismo a voltar a rotina alimentar natural.
Então, exagere nos sucos verdes ricos em antioxidantes e nas frutas frescas que são ricas em vitaminas e minerais.





Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide