AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 20/03/2013

Na história de Alice no País das Maravilhas, o personagem Chapeleiro Maluco está destinado a beber chá pelo resto da vida porque o Tempo puniu-o em vingança, parando o tempo às 6 da tarde — a hora do chá. Fora da ficção, beber muito chá seria ótimo. Novos estudos, inclusive um feito no Brasil, comprovam que beber chá e café todos os dias aumenta a longevidade. Isso porque esses alimentos são ricos em substâncias que limpam as artérias, reduzem a pressão arterial e evitam a morte precoce das células, inclusive do cérebro. O café, por exemplo, tem um ácido que reduz a absorção de glicose, prevenindo o diabetes.


A mais recente pesquisa sobre chás, feita com 83 mil japoneses de 45 a 74 anos, acompanhados por 13 anos, diz que beber chá verde reduz o risco de derrame em 14% a 20%. Parece pouco, mas faz diferença. Essa doença atinge 16 milhões de pessoas em todo o mundo a cada ano. “Se você ainda não tem hábitos saudáveis, pelo menos beba chá todos os dias”, afirma Yoshihiro Kokubo, principal autor do estudo.

Tanto o chá verde como o preto possuem um pigmento que impede o acúmulo de coágulos nos vasos, explica a nutricionista Joice Amaro, mestre em Saúde Pública. “Daí o seu efeito contra derrame”. A nutricionista Simone Maia, da Cia Athletica, reforça essa tese: “O poder do chá está em substâncias chamadas catequinas. Elas agem contra o envelhecimento precoce e são anti-inflamatórias”.

BEBIDA NA HORA CERTA

Assim como fazia o Chapeleiro Maluco, deve-se tomar o chá na hora certa.“Os chás contêm taninos, que podem inibir a absorção de nutrientes da dieta, como cálcio. É melhor beber chás fora dos horários das refeições, pelo menos uma hora e meia depois”, ensina Simone. “Não é bom tomar chá e café logo depois do almoço, porque a cafeína compete com a vitamina C e o ferro, podendo anular esses nutrientes”, diz Joice.

Bebida na dose certa é mais saudável

As pesquisas que indicam que beber chá e café diariamente faz bem à saúde são realizadas com grupos específicos de indivíduos, em doses controladas e por períodos determinados. De maneira geral, beber até 500 ml de chá verde ou branco por dia (cerca de 4 xícaras) é o suficiente para ter os efeitos benéficos dessa bebida, diz a nutricionista Simone Maia.

Quanto ao café, doses de 200 a 300 mg por dia (3 xícaras) são consideradas seguras e recomendáveis para ter os efeitos terapêuticos. “Chás e cafés são estimulantes e devem ser evitados perto da hora de dormir”, diz Simone.

Estudo brasileiro inédito comprova o poder do chá

Entre uma xícara de chá e outra de café, o brasileiro tende a preferir a segunda. Mas o chá deveria ganhar mais espaço na alimentação diária, quando se pensa em benefícios para a saúde. Um estudo brasileiro, inédito, que será apresentado na primeira semana de abril no congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj), comprovou que o chá verde reduz a pressão arterial.

A pesquisa foi feita com mulheres de 25 a 59 anos, em risco para hipertensão (acima de 120 por 80) e obesas, atendidas no Hospital Pedro Ernesto da Uerj.
Por 3 meses elas tomaram, todos os dias, cápsulas de 500mg de extrato de chá verde. Resultado: a pressão caiu. “O chá verde contém substâncias que retardam o envelhecimento das células, fortalecem as veias e as artérias, reduzem os teores de colesterol ruim e protegem contra doenças cardiovasculares”, afirma a nutricionista Lívia de Paula Nogueira, coautora do estudo com Antonio Sanjuliani. “Usamos cápsulas de extratos, mas é bem provável que o consumo da bebida tenha o mesmo efeito benéfico”.

Os diferentes tipos de chás

VERDE - É o que foi mais estudado, e as pesquisas comprovaram seus efeitos. É bom para limpar as artérias e tem ação anti-inflamatória. Ajuda a reduzir o colesterol ruim, o LDL, e aumenta o gasto de energia.

É obtido da colheita dos brotos mais jovens. Tem sabor mais adocicado e delicado que o verde. E apresenta alto teor de substâncias que evitam a deterioração precoce das artérias.

PRETO - Tem sabor menos forte que o do verde. Mas também é rico em substâncias que ajudam a manter pressão normal do sangue, e outras que aceleram a queima de gordura.

VERMELHO - Seu aroma é mais suave que os do preto e do verde. Há poucos estudos sobre este ele, mas nutricionistas dizem que é bom para baixar o colesterol e que tem ação anti-inflamatória.

Xícaras terapêuticas

PRETO - Menos cansaço e melhor atenção e memória são os efeitos conhecidos do café. Mas esse alimento faz mais pela saúde. O café contém ácido clorogênico que protege contra diabetes, doenças cardiovasculares e outras causadas pelo envelhecimento precoce das células, afirmam cientistas. O café também parece prevenir doenças neurológicas, como demências. Uma provável explicação é que substâncias do café evitam o acúmulo de uma proteína entre os neurônios, uma causa do Mal de Alzheimer. E há outro motivo convincente para beber café: “Ele tem ação antibacteriana”, diz Simone Maia. Outra boa notícia é que o consumo de até 3 xícaras por dia não aumenta a pressão


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide