AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 24/01/2013

Quem faz dieta para emagrecer sabe a luta constante que é resistir aos docinhos, às frituras, ficar só na saladinha enquanto o pessoal se acaba no rodízio, etc. Aí, chega o final de semana e nos sentimos tentadas a recompensar todo esse esforço. Pedimos uma cervejinha, “só para aliviar o calor”, e juramos que não vamos passar de uma lata. E aí: pode?

Segundo a nutricionista Juliana Dragone, a resposta, infelizmente, é não. “O álcool engorda, e não é pouco. Ele é um macronutriente, ou seja, fornece energia, que é dada em forma de calorias”, explica. “Só para se ter uma ideia, a ingestão de uma lata de cerveja de 350ml equivale ao consumo de 25g de bacon”, compara.

O pior é que as calorias fornecidas pelo álcool são ditas vazias, ou seja, não fornecem nenhum tipo de nutriente benéfico, como vitaminas e minerais. “O álcool tem quase o dobro de calorias do que proteínas e carboidratos. Cada grama de álcool tem sete calorias, enquanto proteínas e carboidratos têm 4 kcal/g”, esclarece a especialista.

Mas não são só as calorias em excesso que tornam a inocente cervejinha do happy hour a vilã da dieta. “A digestão do álcool irrita as paredes do estômago, e qualquer enfraquecimento deste órgão diminui o ritmo e a eficiência da digestão, o que acaba por interferir no metabolismo e na perda de peso”, explica Juliana.

Outro órgão afetado negativamente pela bebida alcoólica é o fígado. Responsável pelo processamento e eliminação das toxinas e transformação da gordura em combustível, ele é fundamental para o processo de emagrecimento, que é prejudicado quando ocorre a ingestão excessiva.

Por fim, o álcool interfere nas taxas de testosterona. “Isso é um problema, porque a testosterona é poderosa tanto na construção muscular, quanto no aumento do consumo energético”, esclarece.

A nutricionista também lembra de outros fatores que contribuem para a característica “engordativa” da bebida alcoólica. “Primeiramente, o álcool não sacia. Além disso, é muito fácil perder a conta de quantos copos ou latinhas foram consumidos, e algumas bebidas ainda vêm com outros aditivos calóricos, como leite condensado, frutas, açúcar, etc. O resultado é uma bomba calórica.”

A triste – e óbvia – conclusão? “Devemos abolir o álcool da dieta, pois ele prejudica o objetivo de perda de peso”, orienta. No entanto, se em uma ocasião especial você não resistir à tentação e der uma escorregadinha, não precisa se martirizar. Beba dois goles de água a cada gole de bebida alcoólica para minimizar os danos e acompanhe com comidas pouco gordurosas.





Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide