AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 04/11/2012

Já parou para pensar no quê e como você está comendo? Para grande parte da população, a correria do dia a dia faz com que muitos não se preocupem em escolher bem os alimentos para cada refeição.

Preocupado com o impacto que esse tipo de comportamento começou a ter na saúde das pessoas, o professor de marketing e diretor do Laboratório de Alimentos e Marcas da Universidade de Illinois nos Estados Unidos, Brian Wansink, escreveu o livro "Mindless Eating: Why We Eat More Than We Think" ("Comer sem Pensar: Por que Nós Comemos Mais do que Pensamos", em tradução livre). O objetivo é ajudar os consumidores a se tornarem mais responsáveis em relação à alimentação.

Entre as ideias em que Wansink acredita, está a de que o cérebro é facilmente enganado por mudanças de perspectiva. Por isso, existem alguns truques para reduzir a quantidade de comida consumida sem notar. Um desses artifícios é, por exemplo, usar pratos menores.

"Primeiro ‘comemos’ com os olhos, depois com o olfato. Se o prato é grande, a tendência é colocarmos uma porção maior do que realmente precisamos", concorda a nutricionista e conselheira do Conselho Regional de Nutricionistas de Minas Gerais Elisabeth Chiari.

No caminho. Depois de recorrer a alguns tipos de dietas baseadas, inclusive, em remédios, o consultor de vendas em uma concessionária de automóveis Elton Biaggi, 40, encontrou na reeducação alimentar a fórmula ideal para colocar um fim a sua briga com a balança, de forma saudável. "Há dois meses, fui renovar a minha carteira de habilitação e acabei não passando no exame médico porque minha pressão arterial estava muito acima do recomendado, pois estou com 20 kg acima do meu peso ideal", afirma.

Mesmo depois de pouco tempo do início da reeducação e se recusando a subir na balança, ele afirma já perceber a resposta do seu organismo ao que tem ingerido. "Os primeiros sinais são percebidos nas roupas mais largas", observa.

A publicitária e fotógrafa Ludimila Espanguer, 24, vive de dieta e, na maior parte das vezes, se considera disciplinada. Dentre os dez principais conselhos do livro de Wansink, ela segue, ao menos, três: mastigação correta, manter os ‘lanchinhos’ longe e não comer na frente da TV.

"Aprendi a deixar o garfo na mesa após levar a comida à boca. Isso nos obriga a mastigar mais vezes. Também procuro sempre beber bastante água, pelo menos um copo grande a cada hora.
O segredo é ser disciplinada. O difícil é ter que enfrentar algumas situações de variação hormonal comuns na vida da mulher, que acabam nos levando a atacar a geladeira", afirma.


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide