AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 26/04/2012

Tentador ou não, clicar naquelas letrinhas azuis das redes sociais passou a ser o passatempo predileto de muitas pessoas. Criar ou não criar uma conta? Eis a questão....

A grande maioria dos posts não possuem muito compromisso, o que trás a atmosfera leve e encantadora das redes sociais. Já passamos por momentos bárbaros de censura e repressão e ter liberdade de expressão é uma coisa extremamente prazerosa!

O que tem acontecido é que as pessoas filtram muito pouco o conteúdo e acabam postando coisas super íntimas e até desnecessárias. São exposições de vida pessoal, imagens prontas compartilhadas à exaustão ou fotos que deveriam estar no álbum de família...

Ainda não compreendemos o tamanho do poder de mobilização e interação que tudo isso permite! É mágico encontrar pessoas que não víamos há anos!! É mágico postar mensagens de cumprimento ou despedidas, pensamentos, desabafos, recadinhos, etc., mas tenho certeza que dá pra incrementarmos a rede para uma troca mais consistente, diria até mais cultural.

Manifestações são organizadas via web, brigas de torcida, idem. Acho até que ficou ultrapassado telefonar para marcar um happy hour; agora é tudo via web....Tudo assinado pela foto do melhor ângulo, do lugar visitado e da personalidade que está posando ao nosso lado. É do ser humano: quem não quer ganhar uma dose de admiração?

O post é pessoal, mas muitas vezes é compartilhado e decorrente de uma opinião de massa e isso pode gerar opiniões prontas, formatadas e embrulhadas pra viagem!! Em 1968 Nelson Rodrigues já proclamava: “ A opinião deixou de ser um ato pessoal, uma posição solitária, um gesto de orgulho e desafio, o homem pensa cada vez menos, nós “achamos” o que os outros acham”.

Numa recente pesquisa feito por um jornal americano, verificou-se que um internauta médio passa quase sete horas mensais navegando no Facebook . Eu, sinceramente, achei que a pesquisa errou! É muito mais que sete horas. Pelo que tenho notado por ai é pelo menos o dobro. Mas vamos focar em sete horas.

Um bom livro de 300 páginas tem em média 60.000 palavras e a velocidade média de leitura é de até 150 palavras por minuto. poderíamos dizer que 7 horas mensais poderiam ser usadas para passar bons momentos ao lado de gênios como Érico Veríssimo, Dostoiévski ou até mesmo passear pela Barcelona de Carlos Ruiz Zafón.

Dessa forma, melhoraríamos a média brasileira anual de leitura de livros de quatro para doze!! Triplicaríamos nossa bagagem cultural, conhecimento de fato e grau de especialização. Mais que isso: criaríamos uma geração que faz a diferença através da leitura de verdade!

Segundo alguns consultores, se lermos trinta livros de determinando tema, nos tornamos especialistas no assunto. Especialistas em cerca de dois anos ou até em 210 horas de leitura. Faz sentido...

Na dúvida, é melhor prevenir e cultivar o cérebro do que formatar suas funções....





Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide