AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 09/01/2012

Se você passa boa parte do dia em frente ao computador, saiba que existe uma técnica que pode prevenir que seus olhos fiquem com a “Síndrome da Visão do Usuário de Computador”.

Para quem não conhece, a síndrome (sigla CVS, em inglês), é caracterizada por sintomas oculares que aparecem durante ou após o uso prolongado do computador. Estes sintomas incluem: olhos irritados ou vermelhos, coceira, ressecamento ou lacrimejamento, “cansaço” ocular, sensibilidade à luz, dificuldade de conseguir foco, visão de cores alteradas e halos ao redor dos objetos, visão embaçada ou dupla. Existem ainda outros sintomas como: dor de cabeça, dor na nuca ou nas costas e espasmos musculares.

A CVS ocorre porque nossa visão não foi feita para encarar uma tela de computador durante muitas horas seguidas. As imagens do monitor são formadas por “pixels” ou minúsculos pontinhos nos quais os nossos olhos não conseguem manter o foco, necessitando “focar e re-focar” continuamente. Isto provoca um “stress” dos músculos oculares, resultando nos sintomas descritos. Qualquer pessoa que passe mais de 2 horas por dia no computador pode desenvolver a síndrome.

Para prevenir a síndrome, existe uma técnica bem simples conhecida como Regra 20-20: a cada 20 minutos, tire os olhos da tela por 20 segundos e olhe para algo distante. O procedimento ajuda a descansar os olhos.

Claro, como é complicado lembrar de fazer isso sempre, existem programas que auxiliam no cuidado a visão. Um deles é o Eye Defender, que fica na barra de tarefas do computador e, de tempos em tempos, realiza um teste; e o WorkRave, que te ajuda a lembrar de tirar intervalos curtos (apenas para os olhos) e longos (para se alongar e corrigir sua postura).

Veja abaixo outras sugestões mais tradicionais para cuidar da sua visão:
•Posicionar o monitor de 50 a 60 cm dos olhos com seu topo na altura dos olhos ou abaixo. Nunca acima da linha dos olhos!
•Posicionar os papéis próximos à tela (com suporte) quando estiver digitando
•Iluminar bem a sala do computador. A luz incandescente é melhor que a luz fluorescente
•Minimizar os reflexos na tela, alterando a posição do computador e das luzes, usando cortinas nas janelas e filtro anti-reflexo, se necessário
•Piscar os olhos freqüentemente
•Manter a tela do monitor sempre limpa
•Para cada hora de trabalho, descanse 5 minutos olhando para longe
•Usar os óculos corretos
•Procure um oftalmologista sempre que necessário!


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide