AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 10/09/2018

Muitas vezes ao descuidarmos da nossa saúde podemos estar colocando esses órgãos essenciais em risco.

Neste artigo, vamos indicar práticas que podem estar danificando a saúde dos seus rins. Saiba que acabar com essas manias é o primeiro passo para aprimorar o trabalho destes órgãos.

1. Beber muita cafeína

Muitas pessoas exageram nos cafés. Muita cafeína vai aumentar a pressão arterial, comprimindo os rins e causando danos. Deste modo, sempre que tiver sede, opte por tomar água. Mantenha-se longe de refrigerantes e café.

2. Beber álcool

As bebidas alcoólicas não são aconselhadas, pois têm elementos tóxicos que prejudicam os rins.

3. Beber pouca água

A água é crucial para ajudar os rins a remover as toxinas do sangue. Se bebermos pouca quantidade, a hidratação do corpo vai estar comprometida. É reduzido o fluxo sanguíneo o que leva à acumulação de tóxicos.

4. Insônia

É principalmente durante a noite que os tecidos dos órgãos são regenerados. Se não dorme bem, este processo não acontece de forma eficiente e danifica rins ou outros órgãos.

5. Segurar a urina

Muitas pessoas têm este hábito que é ruim para estes órgãos. Segurar a urina conduz à extensão renal, causando danos nas suas funções.


6. Proteína em demasiada quantidade

Comer muita carne vermelha e demais alimentos carregados de proteínas pode lesar os rins. Caso tenha problemas renais convém que ingira proteína com moderação.


7. Não cuidar de resfriados e gripes

Está sofrendo com gripe ou resfriado? Se cuide e descanse bastante para a sua imunidade se elevar.

8. Abuso de analgésicos

Existem pessoas que mal tenham alguma dor correm para tomar analgésicos. Isso não é nada aconselhável. Os remédios só devem ser tomados de acordo com a prescrição médica.

9. Fumar

Tal como o álcool, o tabaco danifica praticamente todos os órgãos e os rins não são exceção!

10. Ingerir sódio demais

Note que grande parte do sódio que tomamos necessita ser removido. Isto quer dizer que comemos sal em excesso. Daí que seja necessário usar alguma maneira de retirar a maior parte de sódio que existe nele. Os agentes desse processo são os rins. Por isso, ao consumir muito sal estará sobrecarregando os rins.

Esses hábitos vão ajudar a não maltratar os rins, mas qualquer sintoma que você sinta deverá procurar um médico para fazer um diagnóstico completo.

As dicas deste artigo não substituem a consulta ao médico. Lembre-se que cada organismo é único e pode reagir de forma diferente ao mencionado. E para obter os resultados mencionados também é preciso aliar a uma vida e alimentação saudável e equilibrada.


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide