AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 10/05/2018

Você sabe a resposta para a dúvida: "como perder peso?". São tantas as dietas da moda e os alimentos que prometem ajudar na tarefa de perder barriga e entrar em forma que é mais do que normal ficar confuso. Mas no meio de tudo isso, algumas mudanças de hábitos bem simples ainda são as táticas mais certeiras.

Quer saber como perder peso? Veja dicas simples aprovadas por nutricionistas


O portal "Healthista" conversou com nutricionistas e montou uma lista com as melhores dicas para quem quer emagrecer e manter o resultado no longo prazo. Algumas você já pode até ter escutado por aí, mas elas não saem nunca de moda. Afinal, além de saber como perder peso , é preciso descobrir como fazer isso de maneira saudável e duradoura. Anote as dicas e comece agora a mudar alguns hábitos.

1. Vá agora para a cozinha

Uma boa dieta começa pela alimentação e, se o objetivo é emagrecer, nada melhor do que planejar suas refeições e começar o preparo dos alimentos do zero. Você já sabe que alimentos naturais são melhores para a saúde e para a boa forma, então organize-se para cozinhar suas refeições incluindo esses itens.

Já a ideia de "preparar do zero" completa esse conceito. Nada de usar congelados ou produtos prontos e industrializados. Realmente prepare suas refeições, investindo em temperos naturais e outros ingredientes saudáveis.

2. Coma mais vegetais

E já que a ideia é buscar uma alimentação mais saudável, os nutricionistas são unânimes nesse ponto: inclua mais vegetais no cardápio. O objetivo é comer sete porções por dia, mas cinco já é considerado um número bom para os profissionais, de acordo com a reportagem. Parece muito? A dica é incluir mais de uma porção de vegetal por refeição.

Além disso, tente combinar vegetais que sejam de baixo valor calórico e ricos em fibras, a melhor combinação para ajudar no emagrecimento.

3. Fique de olho nos carboidratos

Sim, eles são essenciais na dieta e até ajudam a entrar em forma, mas é preciso cuidado com eles. A dica aqui é limitar as porções para apenas 1/3 do prato a cada refeição. E vale também apostar nos carboidratos complexos, como as versões integrais de pães, massas e arroz, e batata doce. Só não misture tudo em uma refeição.


4. Aprenda a resistir as tentações e evite beliscar

Falar é fácil, o que é difícil é resistir àquele lanchinho mais gorduroso, fritura ou chocolate. Para ajudar nessa tarefa, além da força de vontade há também algumas dicas dos especialistas. Uma refeição balanceada vai te ajudar a se sentir saciado e não ter gula por doces e besteiras.

Para isso, equilibre carboidratos, proteínas, fibras e gorduras boas e ainda tente incluir algums super alimentos, como quinoa e outros grãos, que são ricos em nutrientes e ajudam ainda mais na questão da saciedade.

Também não se sabote! Nada de deixar na gaveta da mesa do trabalho ou no armário de casa aquele pacote de biscoito recheado ou outra besteira.

5. Mais líquidos na rotina

É muito comum achar que está com fome, quando na verdade o que está sentindo é apenas sede. Portanto, lembre-se da velha máxima de beber dois litros de água por dia, em média, para manter o corpo bem hidratado. Chás, sucos e frutas e vegetais ricos em água também são bem-vindos nesta tarefa. Sopas e smoothies também ajudam na hidratação e ainda trazem saciedade.

A ingestão de líquido também contribui para outra questão que gira em tonro de como perder peso: o inchaço. A retenção de líquido é algo comum e pode dar a sensação de barriga saliente. E por mais que seja estranho, uma forma de combater a retenção e o inchaço é bebendo mais líquido.

6. Coma em pratos menores

Uma das táticas no processo de emagrecimento é reduzir as porções ingeridas. Para isso, uma dica bem simples é comer em pratos menores. Ao escolher uma louça menor, não terá tanto espaço sobrando no prato mesmo ccom uma quantidade menor de alimento ali. É uma boa forma de enganar o cérebro e não fazê-lo achar que está comendo pouco.

7. Fuja do álcool

Existem drinques e bebidas menos calóricas que outras, mas o melhor caminho é passar longe delas. Sempre há uma quantidade de caloria vazia, sem nutriente nenhum.

8. Coma com calma

Coma quando tiver fome e não porque é obrigada a se alimentar. E também dê valor aos momentos das refeições, não comendo diante do computador ou da televisão. Assim você vai prestar atenção no que está ingerindo e em suas escolhas. Se tiver de almoçar ou jantar no trabalho, por exemplo, separe ao menos 10 minutos para fazer apenas isso, sem aproveitar a pausa para checar aquele e-mail ou mensagem no celular. Tudo isso ajudará seu cérebro a registrar todo o processo da alimentação, até o momento da saciedade.

9. Mexa-se

Aumentar a quantidade de exercícios praticados - ou inserir uma atividade física na rotina - faz parte do plano de como perder peso e ter uma vida mais saudável. Escolha a atividade que mais gosta, seja na academia ou mesmo em exercícios em casa, e não desista. Criar de fato uma rotina de atividade física é essencial para o bom resultado.

10. Pare de comer quando acabar a refeição

Uma vez que tenha acabado de comer o que colocou no prato, não procure mais nada e saia da cozinha ou da mesa de jantar. Essa dica ganha mais peso ainda se a refeição em questão for a última do dia. Essa é uma forma de evitar exageros e deslizes na dieta.

Se ainda achar que está com fome, mesmo tendo respeitado a quantidade e o equilíbrio nos alimentos, tente buscar uma distração, como ler um livro, conversar com um amigo ou tomar um banho e relaxar. Se o cardápio está adequado para suas necessidades e objetivos, a vontade de comer algo a mais logo vai passar e vai ficar cada vez mais simples fugir de tentações.

11. Use a balança a seu favor

Para algumas pessoas e alguns profissionais, a balança pode ser uma aliada da dieta. Se o objetivo é emagrecer, acompanhar a evolução do peso pode ser um fator de motivação para se manter firme na dieta.


12. Ajuda profissional é sempre bem-vinda

Além das dicas, vale sempre ressaltar que aqueles que querem saber como perder peso e buscar um estilo de vida mais saudável devem procurar a ajuda de um profissional. Um nutricionista será capaz de montar um cardápio adequado a seu perfil e, com isso, será ainda mais fácil seguir o que está nessa lista e mudar hábitos.



Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide