AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 30/04/2018

Tudo o que você precisa saber sobre higiene íntima.

Mulheres:

– Lave-se com água e sabonete neutro, com pH entre 5 e 6, que é o pH semelhante ao da área da vulva. Evite usar cotonetes, esponjas e similares. Use as mãos e faça movimentos delicados, para evitar lesões na pele da vulva.

– Sabonetes íntimos não são necessários, mas podem ser uma opção. Também observe o pH e evite os que têm perfume.

– Fique atenta. Lavar é superimportante, mas secar é fundamental. Use toalhas macias e seque bem a região. Umidade é um prato cheio para fungos, alguns dos principais causadores de infecções vaginais.

– Se não for possível lavar-se com água e sabão a cada visita ao banheiro, tome cuidado na limpeza com o papel higiênico. Ela deve ser feita sempre da frente para trás, no sentido do ânus. O inverso pode levar bactérias das fezes para a vagina, provocando infecções.

– Evite qualquer produto com perfume e observe os rótulos – há muitos no mercado carregados de substâncias químicas que podem causar alergias. Os lenços umedecidos não são contraindicados e ajudam a retirar resíduos que o papel higiênico deixa para trás, mas prefira as versões sem perfume e sem álcool.

– Calcinhas de algodão são mais confortáveis, mas de nada adianta usá-las por baixo de uma calça jeans superapertada. Aliás, roupas apertadas são grandes inimigas da saúde íntima das mulheres. Portanto, evite-as.

– A limpeza deve ser restrita às regiões da vulva, ânus, pequenos e grandes lábios. Não se deve introduzir duchas ou perfumes, por exemplo, na região da vagina.

– No período menstrual, dê mais atenção à higiene. O absorvente deve ser trocado pelo menos de hora em hora ou em um período menor se o seu fluxo for muito intenso. Os absorventes internos também devem ser trocados com frequência.

– Os absorventes de proteção diária não são unanimidade, mas é importante que permitam que a região fique arejada. Em situações como puerpério (período logo após o parto), ajudam a evitar aborrecimentos por conta do aumento da secreção vaginal.

– Evite depilar a região com lâminas. Elas causam fissuras na pele da vulva, o que pode ser uma porta de entrada para infecções.

– Os médicos sugerem aparar os pelos pubianos, deixando-os com pelo menos meio centímetro de comprimento. Pelos compridos comprometem a higiene, e os muito curtos podem encravar, causando as chamadas foliculites. Compressas de chá de camomila ajudam nas irritações causadas pelas depilações a laser.

– Faça higiene após as relações sexuais.

– Em qualquer sinal de corrimento, procure um médico.

Homens

– Sabe aquela piadinha que a última gotinha do xixi é da cueca? Não é nada engraçada quando se fala de saúde. Depois de urinar, o ideal seria lavar o pênis, mas, como nem sempre isso é possível, deve-se secá-lo. A umidade do restinho da urina e o calor da região são ótimos para a proliferação de fungos.

– Lavar as mãos depois de ir ao banheiro é regra, mas para os homens também aconselha-se a tomar essa medida antes de fazer xixi. O manuseio do pênis com mãos sujas o expõe a todas as bactérias das mãos.

– No banho, não basta somente deixar a água escorrer pela região genital. Passe sabonete no pênis, lavando-o com movimentos cuidadosos.

– Prefira cuecas samba-canção, que são largas e mantêm a região arejada. Assim como para as mulheres, não se recomendam roupas apertadas. Esse hábito pode prejudicar os testículos.

– A falta de higiene pode aumentar os riscos de balanopostites, inflamações no pênis e na glande, ampliando a probabilidade de doenças sexualmente transmissíveis (DST).

– Quem tem o prepúcio (pele que reveste a glande) deve redobrar os cuidados com higiene, porque ele traz a desvantagem de aumentar as secreções de gordura e ampliar inflamações locais. No banho, lave com água e sabonete toda a área, puxando o prepúcio até que se visualize toda a glande.

– Qualquer lesão na região peniana deve ser motivo para buscar a orientação de um urologista. O ideal é incorporar uma visita ao menos anual a esse médico.

– Depois das relações sexuais, lave o pênis com água e sabonete neutro. Nada de dormir e deixar a higienização para o outro dia.

– A falta de asseio adequado é um dos fatores de risco para a ocorrência de câncer de pênis. Fique atento a feridas persistentes, nódulos e edemas sólidos. Essa enfermidade causa secreções persistentes, acompanhadas de mau cheiro.

Se não lavar…

– Em casos mais avançados, o câncer de pênis pode levar à amputação do membro. De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, cerca de mil amputações são feitas no país a cada ano em decorrência do câncer.


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide