AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 20/12/2016

A ansiedade e muitos outros transtornos psicoemocionais caracterizam nosso tempo contemporâneo, extremamente exigente com todos no que se refere a aquisição de habilidades, conhecimento, informação, comunicação, competição, forma física e tantas outras coisas mais.

Nem as crianças escapam. Crescem preocupadas com o sobrepeso diagnosticado e/ou com a violência urbana que as ameaça cotidianamente. Adolescentes perdidos e isolados uns dos outros, comunicando-se virtualmente e produzindo personagens de si mesmos nas redes sociais, procurando um espaço no mundo por meio de provas extremamente competitivas e complexas para seu nível educacional. Adultos exaustos com o final do ano e principalmente com tudo o que NÃO foi feito nem pode ser realizado, e que estava nos planos.


Neste cenário, falta menos de uma semana para as festas de Natal. Crianças de férias alteram a rotina organizada ao longo do ano e o agito dentro de casa triplica. Comemorações com os amigos e colegas de trabalho é o que não faltam.

Tudo isso numa época em que estão acontecendo os preparativos para as festas em família, que envolve as mais variadas atividades, como a compra do peru, da comida, da árvore, dos enfeites, dos doces, dos presentes, das roupas novas, das passagens para o final do ano, da organização das viagens e de tantas coisas mais, que certamente deveriam ser lembradas, e que foram esquecidas pela correria.

Sem falar do trânsito que quintuplica e que torna tudo isso muito mais difícil, exigindo tempo e paciência, que é o que definitivamente nos falta. Exatamente assim: tempo e paciência são substituídos por pressa, nervoso e, como não poderia deixar de ser, ansiedade.

UFA! Dezembro tornou-se um mês difícil para todos. Mas vamos tentar parar um segundo, congelar o tempo para pensar, olhar de fora e refletir com calma e paz sobre tudo isso. Vamos procurar enxergar este “caos de dezembro” de uma outra forma. As obrigações que voluntariamente impomos a nós mesmos podem se tornar menos pesadas e torturantes se tivermos em mente algumas dicas que podem fazer bem para sua saúde.

1. Organize seu dia. Faça um plano de atividades factível, isto é, de acordo com a sua real possibilidade de execução das tarefas. Mais que isso: leve em consideração o tempo de deslocamento no trânsito que você vai levar entre uma atividade e outra. Imaginar que ao longo do dia você vai conseguir executar 50 tarefas e terminar o dia com “apenas” 30 realizadas , gera uma frustração e um sentimento de mau humor que são péssimos para você e para seus dias seguintes. Seja realista e fique mais feliz com os objetivos alcançados.

2. O mundo NÃO vai acabar em dezembro. Priorize o que de fato for importante e essencial. Não adianta querer fazer na última semana antes do Natal tudo o que ficou para trás e que deveria ter sido feito ao longo do ano. Relaxe e pense que o ano novo está ai para que você se reorganize de novo. Faça apenas e tão somente o que for possível. E fique feliz por isso.

3. Fique leve de espírito para os encontros com a família.O Natal é uma época de confraternização, mas também é uma época de muitas desavenças familiares. Os encontros de todos também podem promover desencontros e mal entendidos quando situações delicadas e desacordos não resolvidos vem à tona. Seja tolerante com você mesmo e principalmente com os outros. Muitos podem não ser do jeito como você gostaria que fossem. Paciência e paciência. Procure não se desgastar. Simplesmente compreenda e respeite.

Natal é nascimento. Dezembro pode também ser um mês que chega com o frescor da paz e renascimento. Desacelere. Isso é saudável. Descubra-se mais calmo nesta última semana. Aproveite e curta os últimos dias antes do Natal. O seu verdadeiro “Feliz Natal” só depende de você mesmo.
(Dra Ana Escobar)


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide