AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 27/09/2016

Quanta vezes você fica chateado porque os mercados só vendem pacotes enormes de um determinado produto?

Principalmente para aqueles que moram sozinhos, isso é um problema constante. Por mais que você saiba que vai estragar, é difícil encontrar outra solução.

Porém, seguindo estas 21 ideas, será possível salvar os seus alimentos, mantendo-os frescos por mais tempo. Você ganha duplamente, porque economiza dinheiro e evita o desperdício. Alguns truques são super simples, porém realmente efetivos.

1. Cebolas

Use uma meia calça velha para guardar as suas cebolas, separando cada uma por um nó. Fazendo isso, todas ficarão igualmente expostas ao ar fresco, ao invés de amontoadas umas sobre as outras. As cebolas durarão cerca de 8 meses.


2. Batatas, cebolas, e maçãs

Esses alimentos devem sempre ficar guardados separadamente. Quando armazenados juntos, eles tem sua vida útil reduzida. Um sistema como o da foto, por exemplo, ajuda a conservá-los separadamente, e permite que as batatas fiquem escondidas num lugar escuro, evitando que elas acumulem germes e produzam toxinas.


3. Frutas vermelhas

Ao comprar frutas vermelhas frescas (morangos, etc.) você deve imediatamente colocá-las em um pote com água e vinagre (na proporção de 10:1). Isso matará os micro-organismos e fará as frutas durarem muito mais.


4. Mel

Se você colocar o mel em um pote de vidro bem fechado e o guardar em um local fresco, você ampliará a sua data de validade. Na verdade, este alimento doce é naturalmente um campeão de durabilidade, estando entre as comidas que mais tempo se conservam aptas para consumo.


5. Leite

O leite pode ser congelado antes de seu consumo. Fazendo isso, a versão fresca deste liquido chega a durar até 3 meses. Apesar da consistência ficar um pouco alterada, a qualidade permanence a mesma e o sabor também.


6. Ovos

Ovos também podem ser congelados. Para isso, use uma forma de gelo, quebre um ovo em cada cubinho e adicione um pouco de sal ou açúcar (isso evita que as gemas e claras fiquem granuladas).


7. Molho de tomate

O resto de uma lata de molho de tomate não tem que ser jogada fora. Ao invés de desperdiçar comida, coloque o molho restante em um saquinho de plástico de congelar e coloque no freezer. Após 1 hora, o conteúdo já estará quase sólido, mas ainda maleável. Este é o momento perfeito para separar o molho em pequenas porções, usando a parte de trás de uma faca. Seguindo esta dica, você facilitará o uso posterior.


8. Ervas

Congele suas ervas frescas colocando-as em um tabuleiro junto com um pouco de azeite, e depois cortando a mistura já sólida em cubinhos. Estes quadradinhos saborosos durarão muito tempo!


9. Bananas

Cobrindo a ponta do cabo das bananas com um pouco de papel filme, elas amadurecerão mais lentamente.


10. Aipo, brócolis, e alface

Estes vegetais irão durar muito mais tempo - além de permanecer crocantes - se armazenados na geladeira embrulhados em papel alumínio.

11. Legumes

Legumes devem ser congelados após terem passado por uma rápida fervura. Para isso, ferva a água e deixe os vegetais imersos nela por cerca de 1 a 2 minutos. Em seguida, transfira-os para uma panela com água fria, para parar o cozimento. Depois é só secá-los um pouco, colocá-los num pote ou saco, e congelar.

12. Alface

As folhas de alface durarão mais tempo se forem enroladas em papel toalha. Desta maneira, a umidade adicional será absorvida pelo papel, protegendo o alimento.


13. Maçãs

Maçãs são frutas que tem naturalmente uma longa durabilidade. Na geladeira, elas resistem até 6 meses. A dica aqui é lembrar de separar as maçãs podres das boas. Se uma estiver ruim, ela contaminará e estragará as outras.


14. Cenouras

Cenouras durarão uma infinidade se forem guardadas numa caixa cheia de areia e alojadas num local escuro.


15. Carne Moída

A carne moída pode ser congelada da mesma maneira que o molho de tomate, mostrado na dica 7.


16. Queijos vendidos em potes de plástico

Guarde-os de cabeça para baixo, e eles terão seu prazo de validade dobrado!

17. Vidro ao invés de plástico

Evite o uso de vasilhas de plástico. Se você guardar seus alimentos em potes de vidro, eles durarão muito mais.

18. Queijo

Guarde o seu queijo em papéis anti-gordura. Isso fará com que este laticínio não sue, não fique com gosto de plástico, e dure mais.

19. Abacaxi

Remova a coroa do abacaxi e coloque-o de cabeça para baixo. Ele se manterá suculento por mais tempo.

20. Cebolinha

Guarde as suas cebolinhas em um pote com um pouco de água. Isso fará com que elas permaneçam frescas e crocantes. Você também pode plantar os bulbos e ter cebolinhas sempre disponíveis em casa.

21. Bolo

Aquele bolo apetitoso do fim de semana vai durar muito mais se você cobrir as partes já cortadas com fatias de pão de forma. Elas removerão a umidade do ar, além de prevenir que o bolo fique seco no lugar do corte.


Simples e prático! Seguindo estas dicas, os seus alimentos vão durar muito mais. E jogando menos produtos fora, você também acaba evitando gastar dinheiro sem necessidade. Compartilhe estas ideias! Com tanta gente faminta no mundo, nenhum alimento deveria ir parar na lixeira.


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide