AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Conselhos Úteis



Publicado em: 21/11/2015

Se você é um preguiçoso assumido e já tentou várias vezes - sem sucesso - combater a procrastinação, saiba que existe um método que pode forçá-lo de vez a cumprir com suas responsabilidades. E o melhor, ele envolve fazer aquilo de que você mais gosta.

Não se trata apenas de mais uma fórmula mágica, mas, sim, de um um estudo feito por pesquisadores da Wharton School da Universidade da Pensilvânia.

Tudo começou quando a professora Katherine Milkman, especialista em economia comportamental, percebeu que precisava de um "empurrãozinho" para se obrigar a frequentar a academia.

Ela decidiu que a partir de então só poderia fazer o seu passatempo preferido - ouvir audiolivros dos Hunger Games - durante seus treinos.

O resultado? Katherine passou a se exercitar cinco vezes por semana. Impressionada com o avanço, ela decidiu investigar se essa técnica funcionaria com outras pessoas.

Experimento
A professora convidou para o experimento 230 alunos que tinham dificuldades de ir aos treinos e os dividiu em três equipes.

O primeiro grupo recebeu um iPod com audiolivros, mas só teria acesso a eles quando estivesse na academia. O segundo também recebeu os áudios, mas foi apenas “encorajado” a ouvi-los durante os treinos.

O terceiro grupo, sem receber iPods, ganharia apenas um atestado de presença nos dias em que se exercitasse.

O resultado não é difícil de imaginar. O grupo 1 teve desempenho 29% melhor do que o grupo 2 e 51% melhor do que o grupo 3. Mas, além de confirmar a expectativa da pesquisadora, o teste trouxe uma outra informação curiosa.

Para não cair na tentação de ouvir os áudios sem ir à academia, a maioria dos participantes (61%) disse que estaria disposta a pagar para que lhe tirassem o controle sobre o iPod. Só assim, não correriam o risco de trapacear por impulso.

Segundo a pesquisadora, a atitude mostra as limitações que temos em cumprir as regras que criamos para nós mesmos. Portanto, delegar esta fiscalização a terceiros pode ser mais efetivo - principalmente para quem é preguiçoso demais para fazer isso por conta própria.

O mecanismo de usar aquilo que gostamos como "isca" para a execução de uma tarefa necessária - mas não desejada - foi batizado pela pesquisadora de temptation bundling (algo como agrupar a tentação, na tradução livre).

Mas se você não é um grande fã de audiolivros, não se preocupe. O experimento descrito acima pode ser aplicado em diversas situações.

Basta seguir dois passos simples:

1. Coloque em jogo alguma coisa que você adora fazer

Pode ser algo simples, como um hábito alimentar ou um hobby. Você pode decidir, por exemplo, que só irá comer chocolate quando estiver estudando, ou que só ouvirá sua banda favorita enquanto escrever aquele relatório. A nova "regra" imposta por você, além de incentivá-lo a fazer o que precisa, vai trazer mais prazer durante a execução.

2. Não confie em si mesmo...

Para não cair na tentação de fazer apenas o que você quer e deixar de lado o que você precisa, peça ajuda a um amigo. Dê a ele o controle sobre alguma coisa de que você gosta e peça que só lhe devolva quando você estiver cumprido a sua parte do trato. Assim, desejo e responsabilidade deixam de ser coisas dissociadas e trapacear para de ser uma opção.


Notícias da mídia Exercícios para fazer na cama ao acordar Quando o despertador toca de manhã sempre bate a preguiça de levantar da cama. Mais 10 minutos de soneca e você já está atrasada, não é? Ao longo do dia, o pescoço começa a doer, suas costas também e você já está na terceira xícara de café. Um jeito muito fácil de evitar todos esses problemas é manter uma pequena rotina de exercícios logo que você acorda. Respiração e alongamento ajudam a despertar e dar mais energia, sabia? "Estudos mostram que ao despertarmos pela manhã nossos músculos ficam 10% mais curtos e rígidos devido ao repouso prolongado da noite. O alongamento matinal é de grande importância, além de relaxar a musculatura e o corpo, previne dores que ao longo do dia podem ser sentidas", explica a fisioterapeuta e instrutora de pilates do Fit Body Pilates SPa&Estética, Mariana Novaes. São 6 exercícios bem simples que levam só 5 minutos: stretching 1. Deitada na cama retire seu travesseiro e alinhe bem sua coluna. Estique os braços e as pernas, de modo que seu corpo fique todo esticado. Entrelace suas mãos e estique-as para cima, fazendo uma tração na coluna. Repita esse movimento duas vezes por 20 segundos. 2. Deitada, dobre seus joelhos e leve em direção ao tronco, como se fosse abraçar as pernas. Mantenha por 20 segundos nessa posição e depois repita por mais uma vez. 3. Deitada, apoie seus pés na cama, flexione um pouco seu quadril e leve-o para o lado, deixando sua cabeça para o lado oposto do quadril. (Se levou o quadril para o lado direto, leve a cabeça para o lado esquerdo) Abra bem seus braços e relaxe. Faça dos dois lados, mantendo por 20 segundos na posição de alongamento e repetindo duas vezes. 4. Deitada, apoie os pés na cama unindo-os calcanhar com calcanhar e abra as pernas, fazendo a famosa posição da borboleta. Mantenha na postura de alongamento durante 20 segundos repetindo 2 vezes o movimento. 5. Sentada com o corpo ereto, pegue o braço direito e leve em direção a cabeça, puxando-a para o lado direito. Você irá sentir alongar a região do músculo trapézio e a região cervical do lado contralateral. Repita esse movimento por duas vezes mantendo por 20 segundos e repita no outro lado. 6. Todos os alongamentos devem ser associados a uma respiração lenta e profunda, inspirando o ar pelo nariz e expirando pela boca auxiliando o maior relaxamento muscular. A professora e proprietária da Personal Work, Adriane Lafemina explica como fazer o exercício: Deite com as pernas flexionadas, plantas dos pés na cama, mãos abaixo do umbigo e com a ponta dos dedos médios se tocando (se quiser junte os joelhos). Feche os olhos, inspire pelo nariz, sentindo o abdômen inchar: imagine um balão no abdômen, que se enche de ar na inspiração. Expire pelo nariz até o abdômen murchar completamente. Sinta que ao expirar o abdômen se contrai para dentro. Não force sua respiração, nem muito rápida, nem muito profunda, apenas observe seu ritmo. Experimente deixar sua expiração um pouco mais lenta que a inspiração! Faça o exercício de três a cinco minutos.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide