AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Auto-Ajuda



Publicado em: 17/10/2018

Muitos alimentos naturais possuem diversas propriedades comprovadamente benéficas à saúde. Alguns são tão bons que costumam ser chamados de superalimentos pelos especialistas. Estes produtos se tornam cada vez mais essenciais para a nossa vida à medida que envelhecemos.

Em entrevista ao site americano de notícias News Max, a nutricionista Tara Collingwood destaca justamente a importância dos superalimentos para o envelhecimento saudável.

"Com o tempo, ficamos suscetíveis a complicações ósseas, musculares e hormonais, além de problemas na visão, no sistema cardiovascular e ganho descontrolado de peso. Praticamente tudo isso está ligado diretamente à nutrição", alerta a especialista, que chama a atenção para a importância dos alimentos ricos em nutrientes.
Levando em conta a necessidade nutricional das pessoas com mais de 50 anos, Collingwood cita alguns superalimentos essenciais:

Salmão
De acordo com a Associação Americana do Coração (American Heart Association), a recomendadção é que o salmão seja consumido duas vezes por semana, no mínimo. Afinal, esse peixe é rico em ácidos graxos, ômega-3 e aminoácidos, substâncias que combatem a inflamações no organismo, removem gordura do sangue e auxiliam a saúde em geral.

Chia
Assim como o salmão, a pequena semente também possui ácidos graxos e ômega-3, ajudando a manter o corpo saudável, sobretudo o sistema cardiovascular.

Feijão preto
Segundo a nutricionista, essa variedade de um dos alimentos mais consumidos no mundo possui boa quantidade de fibras solúveis, que são essenciais para regular a quantidade de açúcar e de colesterol no sangue, reduzindo o risco de doenças coronárias.

Couve
Ela é um vegetal rico em vitaminas A, C e K. Apenas uma xícara de couve possui quantidade dessas substâncias superior ao valor diário recomendado. Seu consumo auxilia a visão, a saúde do sangue, do coração e do crescimento – e reparação – de praticamente todos os tecidos do corpo.

Amora
A pequena fruta roxa possui antioxidantes e fibras, que são essenciais para evitar o ganho descontrolado de peso, além de desacelerar o envelhecimento do cérebro.

Amêndoas
Proteínas, vitamina E, cálcio e magnésio e minerais estão presentes nesse tipo de castanha. As amêndoas auxiliam na saúde dos ossos, dos músculos, da pele e dos tendões.

Kefir
Ainda de acordo com Tara Collingwood, a substância semelhante ao iogurte natural, que é resultante da fermentação do leite, é considerada probiótica. Ou seja, possui micro-organismos que enriquecem a flora intestinal, ajudando a manter o bom funcionamento do intestino e diminuindo o risco de câncer de cólon.

Batatas
Elas são ricas em potássio e antioxidantes e um dos alimentos mais populares do mundo. A batata ajuda a prevenir a hipertensão, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares, como o derrame.

Abóbora-pescoço
Segundo a especialista, esta variedade de abóbora possui antioxidantes que são convertidos em vitamina A no organismo, fator importante para manter a visão saudável. A abóbora-pescoço também é rica em vitamina C, que ajuda o corpo a absorver ferro, reduzindo o risco de anemia.

Gengibre
Além de ser um remédio natural para eliminar desconfortos gastrointestinais, náuseas e vômito, o gengibre possui propriedades anti-inflamatórias, que evitam dores nas articulações e contraturas musculares.(Bem Estar)




AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide