AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 10/07/2019

Vivemos um ambiente de negócios onde as evoluções são constantes, principalmente quando falamos de transações financeiras, dinheiro e investimentos. Hoje é possível que pessoas físicas emprestem dinheiro por meio de fintechs, com possibilidade de rendimento de 30% ao ano.

O risco é alto como conta a matéria do Valor Investe. Outro segmento no qual as fintechs vêm investindo é no de meios de pagamento, que oferecem alternativas às tradicionais maquininhas, como adiantou a reportagem do Valor Investe.

Investir em novos modelos de negócios tem se tornado uma exigência do mercado. Criatividade e inovação são competências cada vez mais buscadas e estimuladas no ambiente corporativo. Já no mundo dos investimentos, encontrar e identificar oportunidades que serão a nova onda do mercado pode render alguns bons milhões para quem aprende a pensar diferente e na frente da concorrência.

Preocupado com a sua criatividade e com o seu dinheiro, o Valor Investe foi buscar uma rotina de exercícios pra você inovar na vida, nos investimentos ou onde e como você desejar.

Confira 10 exercícios para melhorar a sua criatividade

Ao adotar hábitos cotidianos simples, você tira o cérebro da zona de conforto e chega a soluções e ideias além da imaginação

Enquanto não inventam uma rede de academias especializadas em trabalhar a musculatura cerebral, o melhor personal trainer para fazer de você um ser criativo e inovador é você mesmo. Ao adotar algumas medidas simples no dia a dia, o cérebro (que adora ser provocado) sai da zona de conforto e começa a mostrar do que é capaz.

Como na musculação, não espere resultados no curto prazo. O tempo vai mostrar que o pensamento criativo vai virar a “serotonina” que fará de você um viciado em inovação. E vai perceber que toda grande inspiração tem doses generosas de transpiração e algumas pitadas de piração.

Confira as dez dicas do Valor Investe para você chegar lá!

1. Seja uma ilha cercada de inspiração

Em suas atividades diárias, muita coisa inspiradora passa pelos seus olhos. Pode ser uma propaganda que faça você rir, um cartaz de cinema excepcionalmente sedutor, um texto daqueles de ficar na memória ou uma performance de rua criativa.

Adquira o hábito de fotografar essas fontes de inspiração, imprima as imagens e coloque-as numa parede ou divisória perto de você (se trabalhar em um ambiente aberto, monte uma galeria no Pinterest, por exemplo). Uma olhada nessas fontes pode disparar a ideia que vai solucionar um problema complexo ou dar origem a um novo produto.

2. Alimente a sua criatividade

Ok, é quase irresistível não olhar o celular logo ao acordar e começar a responder e-mails. Isso pode otimizar parte do dia, mas não irá exercitar os músculos da sua criatividade. Em vez disso, escolha seu podcast, música ou blog favorito para começar o dia. Mas não pode ser uma escolha que deixe de alimentar a sua imaginação. Com o tempo, você vai ficar surpreso com o quanto essa atitude simples melhora a sua criatividade ao longo do dia.

3. Pense pequeno

No mundo corporativo, muitas pessoas acreditam que as ideias devem ser sempre grandes, transformadoras e com potencial para mudar o destino da humanidade. Mas, muitas vezes, são pequenas coisas novas que se somam para fazer uma enorme diferença. No mínimo, elas abrem caminho para inovações maiores e poderosas. Comece alterando atitudes simples, como seu modo de iniciar reuniões, assinar e-mails ou recompensar colegas de trabalho por um serviço bem feito.

4. Exercite o desapego

Restringir o uso de ferramentas e atitudes cotidianas tem um poder inspirador para o seu potencial de inovação. Isso força você a pensar de forma criativa e dinâmica. Como exercício, retire palavras e expressões que usa frequentemente na sua fala ou escrita, procure novas maneiras de se comunicar com a equipe, refaça estratégias com corte de custos ou imagine um novo público-alvo. Sua criatividade vai decolar! Mesmo que as mudanças não sejam adotadas de fato, esse exercício desperta novas ideias sobre como lidar com coisas antigas.

5. Dê um tempo para as cadeiras

Toda a sua energia muda quando você está de pé. Com as reuniões acontece o mesmo. Procure fazer pelo menos uma delas dessa maneira. E perceba a mudança no entusiasmo e disposição para colocar ideias em prática. Além de tender a motivar a equipe, reuniões em pé são mais curtas, objetivas e voltadas para ações.

6. Pratique o desassossego

Muitas das coisas que você faz no piloto automático podem ser responsáveis pela credibilidade e confiança que conquistou no trabalho. A má notícia é que isso pode estar deixando você cego para oportunidades. Ao longo do dia, identifique todas as tarefas que você faz sem pensar. Reserve um tempo para pensar sobre como você poderia fazê-las de maneira diferente. Às vezes, não funciona, mas quando dá certo leva você a encontrar uma nova maneira de fazer as mesmas coisas.

7. Tome um pouco de sol

Crie o hábito de sair do escritório ou home office, mesmo que seja apenas para dar uma volta no quarteirão. Ao caminhar, preste atenção em detalhes que passariam despercebidos. Se você precisa de alguma disciplina em sua busca por inspiração, faça o seguinte jogo: identifique coisas que começam com a letra A no primeiro dia, B no segundo e assim por diante. Sua mente começará a conectar pontos entre o que você vê e os problemas que deixou no escritório. Essa é a beleza do nosso subconsciente.

8. Simule o raciocínio alheio

Mantenha uma lista perto de sua mesa com algumas pessoas que você considera forças criativas. Quando um problema ocorrer, consulte a lista e pergunte a si mesmo o que eles podem fazer para resolvê-lo. Imagine como um astronauta resolveria uma questão de comunicação, como um estilista enfrentaria o desafio de uma nova embalagem ou como um técnico de futebol poderia agilizar um sistema de distribuição.

9. Selecione um aliado

Escolha um colega com o qual se sinta confortável e faça um pacto em que cada um fica responsável pela criatividade do outro. Incentive-o a continuar experimentando mudanças, seja tentando um novo lugar para o almoço, apresentando uma ideia de maneira pouco ortodoxa, compartilhando artigos que inspiram ou apenas fazendo um brainstorming. É melhor e mais fácil inovar em conjunto.

10. Entre em ação

Pare de falar e comece a fazer! Transforme pensamentos em textos, palavras em imagens e fotos em protótipos. Quando começam a ver as ideias ganhando forma, seus colegas apresentarão uma tendência menor de esquecê-las. Muito mais provavelmente, eles vão levá-las a sério e querer entrar no projeto.


AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide