AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 28/03/2019

O crediário do cartão de crédito, uma nova forma de parcelamento de compras que pretende mudar o tradicional 10 vezes sem juros do país, será lançado oficialmente nesta quarta-feira (27).

Bancos fazem os últimos ajustes para oferecer a linha, com a expectativa de que a oferta do produto comece a ocorrer em abril.

A nova linha de crediário, via cartão de crédito, era a única medida entre as 21 listadas pela Febraban (associação de bancos), em campanha lançada em 2018, como algo que deveria ser feito pelos bancos para reduzir as altas taxas de juros.

O novo produto será oferecido como uma alternativa —com juros— para compras parceladas, e o primeiro alvo serão as lojas que não oferecem a clientes opções de parcelamento.

Para convencer os varejistas de que a linha é vantajosa, bancos deverão fazer o pagamento ao comércio em até cinco dias —o prazo final dependerá de cada bandeira, segundo a Abecs (associação da indústria de cartões).

Essa era uma das principais reivindicações do comércio, que reclama do longo prazo de recebimento.

Atualmente, vendas no cartão, sejam à vista, sejam parceladas, são pagas em 30 dias para o lojista. Cada parcela aguarda mais 30 dias para chegar ao lojista, seguindo o fluxo de pagamento de fatura do cliente. Se ele quiser receber antes, o custo é maior.

"O crédito para o lojista tem que ser: se vendeu, tem que receber o dinheiro dele", defende Octavio de Lazari, presidente do Bradesco.

Ele diz que o banco já oferece o produto a alguns clientes, com parcelamento de até 24 meses e taxas de juros baixas.

A Folha procurou as principais instituições para detalhar o produto —quem se manifestou pediu que a reportagem procurasse a Abecs, que coordena o lançamento oficial. A exceção foi o Nubank, que afirmou não ter planos de lançar o crediário.
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide