AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 14/12/2018

Iniciar um novo negócio, para muitos empreendedores, é a realização de um sonho! É transformar em realidade aquele projeto que, até então, não passava de rabiscos em uma folha de papel. É ter um negócio para chamar de seu! E é aqui, no mundo real, que esse negócio toma forma: divulgação, prospecção de clientes e as primeiras vendas.

Tudo caminha bem até que surgem os primeiros sinais de que alguma coisa está errada.

De repente, você percebe que ficou mais difícil administrar a sua empresa. As vendas estão aumentando, mas as exigências do negócio também aumentam e, por mais que você se esforce, os resultados não são mais os mesmos.

A empresa que antes crescia, agora dá sinais de estagnação. O sonho virou pesadelo, e a motivação para empreender está se transformando em frustração.

Essa situação lhe parece familiar?

Esses são os sintomas de uma empresa que está enfrentando as DORES DO CRESCIMENTO.

O que significa isso?

Significa que a empresa está crescendo. mas há uma lacuna entre a estrutura necessária para crescer e a existente no momento.
Como já ouvimos falar desde criança – “crescer dói” – e no mundo corporativo não estar preparado para esse crescimento dói ainda mais.

Confira as dicas que preparei para você identificar se sua empresa está passando por essa fase e adotar ações imediatas para o seu negócio voltar a ser saudável.

Reflita e responda:

1) Sua empresa está aumentando as vendas e não os lucros?

2) Você gasta parte do seu tempo apagando incêndios?

3) Você está fechando muitos pedidos, mas tem dificuldades em cumprir os prazos de entrega?

4) Você tem recebido reclamações de seus clientes?

5) As pessoas sentem que não existem horas suficientes no dia para fazer tudo o que é preciso ser feito?

Se você respondeu SIM para a maioria das perguntas acima, está na hora de entrar em ação!

Dedique alguns minutos para analisar e pensar sobre o crescimento da sua empresa.

1. Crescer ou não crescer, eis a questão

Aqui não estamos falando em permanecer estagnado, estamos falando em pensar e refletir sobre como crescer. Esse é o momento? Faz parte da estratégia da empresa? Os ganhos com o crescimento irão compensar o investimento? Dedicar um tempo para responder o que parece óbvio (mas não é) fará toda a diferença nas ações que você irá adotar para um crescimento estruturado.

2. Planejar, planejar... E só depois executar

Uma empresa inchada é aquela que cresceu além da sua estrutura. Isso acontece porque não existe um planejamento estratégico. A empresa não previu esse crescimento, nem percebeu quando ele começou a acontecer. A empolgação diante de novas vendas e o aumento de pedidos fizeram com que o planejamento fosse esquecido. Então agora é hora de retomar o foco!

Planeje e reflita sobre o crescimento da sua empresa: meus fornecedores conseguirão me acompanhar? Precisarei de novos fornecedores? O espaço físico comporta esse crescimento? Minha equipe comporta esse crescimento? Estou preparado para recrutar e treinar uma nova equipe? Irei aumentar a lucratividade da empresa com esse crescimento? Aumentar em quanto? Esse aumento justifica o crescimento?

Coloque tudo no papel e analise ganhos x perdas. Crescer é importante, mas identificar o melhor momento é fundamental.

3. Crescer de dentro para fora

Se você identificou que esse é mesmo o momento de crescer, lembre-se agora que esse crescimento deve acontecer de dentro para fora e não apenas pelo aumento da demanda de mercado.

Cresça trazendo para essa nova fase da empresa INOVAÇÃO: nos processos, no atendimento e no produtos e serviços oferecidos. Ao crescer, você estará posicionando-se ao lado de outros gigantes, e o mercado não admite amadores. Já se posicione de forma competitiva.

Ao fazer essas reflexões você estará pronto para fazer o diagnóstico da sua empresa e aplicar o remédio correto para as dores do crescimento.

E não fique desanimado se identificou que precisa realinhar o seu planejamento; muito pelo contrário, se você está lendo esse texto é porque é um empreendedor sempre em busca de informações para a melhoria do seu negócio.

Agora é partir para a ação e rápido. A saúde da sua empresa depende de você.

Crescer é importante, mas o que manterá a sua empresa saudável é crescer certo!

Sucesso nos negócios.

(Kelly Metzker)


AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide