AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 20/01/2018

Boas relações com os colegas de trabalho podem melhorar a sua vida profissional. Mas se você estiver íntimo demais de um superior – ou seja, do seu chefe –, o vínculo pode ser mais prejudicial do que vantajoso, de acordo com a psicóloga e coach executiva Kate Snowise.

"É ótimo ter relações pessoais no trabalho, e os estudos mostram que ter um amigo no escritório é um dos fatores que mais contribuem para a satisfação profissional. Mas a coisa sai dos trilhos se essa pessoa for seu chefe, devido ao poder em potencial que ele tem sobre sua carreira", disse Snowise ao HuffPost.

A pedido do HuffPost, especialistas listaram alguns sinais de quando a relação com o chefe entra num território pouco saudável ou inadequado. Confira:


1. Você para de receber um feedback construtivo sobre seu desempenho.

"Há uma linha tênue entre ser chefe e ser amigo. E ser chefe às vezes exige ter conversas difíceis. Se você está ficando próximo demais dele, pode ter percebido que já não recebe retornos construtivos nem orientações sobre como progredir na carreira. Amigos geralmente não querem nos perturbar ou ofender, mas muitas vezes é o duro feedback dado pelo chefe que nos ajuda a avançar em nossa vida profissional." – Kate Snowise

2. Você começa a se sentir 'o queridinho'.

"Esse é muitas vezes o primeiro sinal de alerta. Você sente que é escolhido para projetos importantes e convidado para almoçar mais do que os outros membros da equipe. É um território perigoso não apenas para o gerente e a empresa – sobretudo com a maior conscientização sobre o bullying e as recentes acusações de assédio sexual –, mas também para você. Seus pares podem começar a te evitar e a não querer cooperar contigo." – Lynn Taylor, especialista sobre ambiente de trabalho e autora de Tame Your Terrible Office Tyrant: How to Manage Childish Boss Behavior & Thrive in Your Job

3. Vocês dois têm piadas internas que desagradam os colegas.

"Tudo bem se você constrói uma amizade com o seu chefe fora do trabalho. Mas isso pode ser prejudicial se vocês começarem a ter piadas internas e a compartilhá-las no escritório. Se numa reunião você e seu chefe trocam olhares referindo-se a um colega, quer dizer que estão próximos demais. Esse tipo de comportamento afeta a confiança e o entusiasmo na empresa, diminuindo a produtividade" – Alena Gerst,psicoterapeuta


4. Suas reuniões são mais sociais que profissionais.

"Quando você fica muito íntimo do chefe, muitas vezes o limite entre trabalho e diversão se perde. Talvez você perceba que já não consegue a orientação ou o apoio que necessita, pois suas reuniões muitas vezes são mais um encontro social do que uma oportunidade de discutir assuntos relacionados ao trabalho. Você pode contornar esse problema enviando ao chefe, antes de qualquer reunião, uma lista com os temas que gostaria de discutir." ― Kate Snowise

5. Vocês se sentem obrigados a se ver fora do trabalho.

"Uma coisa é ser a única convidado pelo gerente para um almoço ocasional. Mas se você está sendo preferido em relação aos demais, se isso estiver acontecendo com frequência e se vier acompanhado de convites para outros programas, como sair para tomar um drinque ou jantar, então a relação provavelmente está ultrapassando o limite saudável.

Você deve ser capaz de cumprir suas tarefas durante o horário de trabalho e nunca se sentir desconfortável quanto à hora e/ou ao lugar. Se isso acontecer, é seu direito falar sobre esse assunto imediatamente, com diplomacia." ― Lynn Taylor

6. Vocês começam a se abrir entre si como fariam para um amigo íntimo ou um terapeuta.

"Por mais que uma pessoa diga que tudo o que você contar a ela não vai mudar o que ela pensa sobre você, somos todos humanos e certas coisas que ouvimos têm impacto em nossas visões. Portanto, tenha cuidado com o que revela ao chefe. Se perceber que o está usando como um confidente, contando-lhe sobre suas frustrações com a empresa ou sobre a baita ressaca que não te deixa trabalhar, talvez você precise aprender a manter a boca fechada." ― Kate Snowise

7. A relação vira paquera.

"Se você sente que a relação profissional está se confundindo com algo romântico, é hora de desenvolver uma estratégia imediata para lidar com isso. Seu gerente te chama de um jeito carinhoso ou te dá um abraço indesejado. Essas coisas se repetem e te fazem sentir péssima, o que afeta sua produtividade.

Quanto mais você esperar para colocar um fim nesse comportamento dele, mais difícil será – e as consequências podem ser sérias. O empregador, seu chefe e você podem ser alvo de uma ação legal por parte de outros funcionários devido ao ambiente de trabalho hostil. ― Lynn Taylor
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide