AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 22/11/2017

Levantamento feito pelo Instituto Data Popular apontou que 28% da população brasileira tem potencial para se tornar empreendedor.

A intenção, somada à crise econômica que assolou o País, faz com que empreender seja a única solução para milhares de pessoas. Uns utilizam os valores de rescisão contratual para abrir o próprio negócio, outros as economias de uma vida toda.

Independente da forma como o dinheiro chegou à mão desse potencial empreendedor , a maioria acredita que o franchising é um caminho seguro. Dados do Sebrae ajudam a colaborar com essa impressão de segurança, uma vez a mortalidade no setor de franquias não chega a 10% nos primeiros 10 anos contra mais de 80% nos negócios independentes.

Um das áreas que tem despontado no franchising é o da educação e para dar aquele empurrãozinho aos que ainda estão indecisos quanto ao ramo de atuação, o diretor da rede de franquias Sigbol Fashion, Aluízio de Freitas, há 21 anos na área tem sábios conselhos aos iniciantes; veja alguma dicas para se tornar o próprio chefe:

1 - Procure uma área de afinidade

Mais do que gostar, é necessário “amar” o setor que pretende investir. Na área educacional a premissa é a mesma. Com diferentes vertentes, que vão desde idiomas até técnicos profissionalizantes, é importante identificar o segmento que tenha mais sinergia com suas preferências de empreendedor.

2 – Converse com franqueados experientes

Muitos ficam centrados em falar apenas com a franqueadora, mas o ideal é ter contato com um franqueado, que pode passar informações mais fidedignas da operação. “Falando com quem acompanha de perto e profundamente o dia a dia do negócio, você se sentirá mais seguro na hora de investir seu capital, tempo e dedicação”, afirma Freitas.

3 – Invista em bons profissionais

Ter uma equipe preparada para a jornada é fundamento e no segmento de educação isso tem maior necessidade, uma vez que a intenção é disseminar conhecimentos. Outra dica do executivo é a constante reciclagem de conhecimentos dos profissionais que vão trabalhar ao seu lado.

4 – Atualização sempre!

Em qualquer momento da vida, manter-se atualizado é de extrema importância e isso ajudará na administração do seu negócio. Estar atentos a novas tecnologias, as mudanças no hábito de consumo dos clientes em potencial e demais mudanças no ramo de atuação garantem o sucesso.

5 – Conheça o mercado

Saber tudo sobre o segmento que atua ou pretende é atuar é palavra de ordem, assim como conhecer bem de perto os seus concorrentes. É fundamental também investir em networking, com o intuito de ficar por dentro de tudo o que está acontecendo de novo no mercado. “O setor educacional está em constante evolução, por isso, é importante se esforçar para acompanhar as tendências e outras marcas para não ficar de fora das preferências do público”, avalia Freitas.

6 – Dedique-se 110%

O empreendedor deve fugir de duas informações que não são reais no mundo dos negócios : ele não terá mais tempo livro nem ganhará muito dinheiro de forma rápida. Na opinião do diretor da Sigbol, o negócio não deve ser pensado apenas como uma fonte de riqueza, ele deve ser visto como um propósito de vida. A partir disso os ganhos financeiros serão perceptíveis.

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide