AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 19/10/2017

O cenário ideal para relaxar varia de pessoa para pessoa. Ele pode ser um chalé na montanha, uma cachoeira no meio da mata, uma rede na praia, mas muito dificilmente será o ambiente de trabalho.

Até mesmo quem ama o que faz está sujeito a situações desagradáveis. A necessidade de atenção constante, o telefone tocando o tempo todo, a interação com clientes e a pressão por uma boa performance são os ingredientes para um coquetel de estresse.

Por isso, o período das férias acaba sendo uma luz no final desse túnel de agitação. Mas o que fazer para recarregar as energias quando o profissional já está quase arrancando os cabelos e os dias de folga não estão nem perto de chegar? Alguns truques simples podem ajudar.

1. Mude a rotina

Não precisa ser nada drástico. Segundo Alexandre Weiler, consultor de carreira da escola de negócios Esic, qualquer pequena mudança ajuda a nos tirar do modo piloto automático. É como aprender a dirigir: no começo, cada troca de marcha é uma decisão pensada, mas, à medida que o motorista ganha experiência, faz todo o processo naturalmente. O mesmo pode acontecer com a rotina profissional.

“O perigo disso é que você perde o sabor da vida e, quando você não se diverte, se estressa”, avisa o especialista. Ir para o trabalho por um caminho diferente, mudar a ordem das suas tarefas do dia, conversar com pessoas que você normalmente não conversa, são todas atitudes que mudam a rotina e ajudam a desestressar.

Notícias sobre pós e carreira
Vagas, concursos, programas de pós-graduação e as melhores dicas para sua vida profissional


2. Renove seus conhecimentos

Alimentar o cérebro com informações novas é revigorante e o conteúdo absorvido pode mudar sua perspectiva em relação a atividades que já caíram na mesmice.


Vale procurar livros, cursos, assistir a documentários ou mesmo vídeos no YouTube relacionados a sua atuação profissional. No caso de cursos presenciais ou workshops existe, ainda, a vantagem do networking.

E essa formação pode até não ser diretamente na sua área de atuação, o que ajuda ainda mais a oxigenar as ideias e mudar a maneira de pensar. Interagir com pessoas diferentes traz panoramas e até oportunidades diferentes.

3. Desconecte-se

Parece quase impossível ficar offline quando tanto a vida pessoal quanto a profissional se beneficiam da conexão constante. A praticidade de estar conectado o tempo todo, porém, pode virar uma armadilha que nos impede de desligar do trabalho.

“Isso é importante para evitar a estafa. Afinal, se você está em casa, com a sua família, mas vê uma postagem relacionada ao trabalho nas redes sociais, é automaticamente transportado para aquele ambiente de estresse”, afirma Weiler.

A chave, nesse caso, é organização. É importante ter certeza de que todas as pendências urgentes foram resolvidas durante o expediente. Assim, o ato de ficar longe do e-mail e do celular não virá acompanhado da culpa ou do medo de estar perdendo alguma coisa.

Outra vantagem disso é ter realmente mais tempo para o lazer, já que o trabalho não está mais invadindo o momento da vida pessoal.

4. Mude seu espaço

Outra dica fácil para recarregar as baterias é mudar o lugar ao seu redor. O ambiente de trabalho, normalmente, tem um padrão que se mantém ao longo de todos os dias, com as coisas sempre no mesmo lugar.

Se possível, mude a posição da sua mesa, passe a sentar-se de frente para alguma janela ou opte por trabalhar remotamente. Quem já faz home office pode procurar algum coworking ou algum café que ofereça um espaço adequado.

Quem não pode fazer nada disso ainda tem a opção de mudar a disposição dos objetos sobre a mesa. Coloque a bolsa em outro lugar, traga algum item de decoração, troque a foto que está no porta-retrato da família: todos esses passos trazem um novo cenário, com o qual ainda não nos acostumamos.
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide