AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva





VOLTAR
Últimas Notícias


Publicado em: 03/10/2017

Você admira alguém e percebe o quanto ele é próspero e saudável emocionalmente. Você analisa o comportamento de outro e conclui que tudo dá certo pra ele, mas não sabe por que para você não acontece o mesmo, se também tem tantas habilidades. A diferença no caminho de cada um está nos hábitos que cultuamos e praticamos.

Listei 10 hábitos pra chamar a atenção para atitudes que podem fazer a diferença:

1. Pensamento positivo:

não é simplesmente pensar que algo vai dar certo, mas manter a mente com pensamentos do bem em todos os sentidos. Pode ser que um ou outro pensamento não seja positivo, mas você tem o dever de limpá-lo da sua mente ou mantê-lo de acordo com o seu objetivo. A qualidade dos pensamentos que visitam e moram na sua mente vai determinar o seu nível de vida.

2. Discurso positivo:

a palavra é a verbalização do pensamento. O que você pensa você diz, normalmente. O que você tem dito? Que tipo de palavras usa? Qual é o humor representado no seu discurso? Você está mais pra hiena do desenho que acha que nada vai dar certo ou é a pessoa determinada e positiva que todos querem ter por perto? Esteja acordado para entender o que diz e vai compreender o porquê do insucesso e das dificuldades.

3. Julgamento zero:

fomos criados para julgar, medir. Numa postura arrogante do ‘eu sou melhor, você não’, saio julgando tudo e todos por aí. Colocar-se no lugar do outro para entender a realidade dele, sem interferir, é um grande exercício que elimina a prática do julgamento e evidencia a empatia. Quem sou eu pra julgar o outro? Eu sei o dia de amanhã? Se eu não posso ajudar, melhor não julgar e muito menos condenar.

4. Generosidade:

ajudar o outro produz satisfação pessoal. Ser útil é o presente que ganhamos quando nos doamos. Você pode segurar a sacola de compras de uma senhora ou ensinar um itinerário; qualquer ação positiva e solidária lhe dá a sensação de contribuir com o bem-estar do outro, o que gera bem-estar pra você. Não espere a oportunidade aparecer, crie a chance de ser generoso. Perceba à sua volta quem precisa de ajuda, seja pró-ativo e se lance para ajudar, sem querer nada em troca. Quem mais ajuda é o mais ajudado.

5. Foco:

a prosperidade vem mais rápido pra quem tem foco. Você sabe o que quer ou é adepto do Zeca Pagodinho? Quem deixa a vida levar vai onde está o vento ou a maré. Quem não tem rumo não tem controle sobre o volante do carro. Seja específico, saiba o que deseja para que o encontro do objetivo seja facilitado e o caminho seja leve.

6. Autoestima:

de zero a dez o quanto você se gosta? Olhar pra você, reconhecer seus pontos positivos, se aprovar e se gostar é o caminho mais certo para a prosperidade. Como o outro pode me aceitar, se nem eu me aceito? Como o outro vai gostar de mim se nem eu me gosto? Perfeição não existe. Busque o aprimoramento, mas antes de visualizar seus defeitos – que eu chamo de pontos de melhoria – olhe para o que já faz bem, aquilo em que você é bom. Permita-se, trate-se com carinho e aprove-se.

7. Saúde do corpo:

Mente sã, corpo são, um lema desafiante. Percebe como alguém que só reclama vive cheio de dores corporais? Uma coisa é reflexo da outra. O espírito positivo atrai vibração boa. A energia da nossa matéria (que é o corpo) pode estar podre se cultuamos o negativo. Encha-se de boa vibração!

8. Discernimento:

o desafio de manter-se independente e não vulnerável para ser doutrinado. O que você crê é mesmo o que você crê ou você só está seguindo o que o outro diz que crê. Como agora todos têm voz, cada um vai disseminando o que acredita e arrebanhando seguidores. Fique atento para entender se determinada opinião é digna de ser seguida e propagada e o quanto se identifica com ela. Você pode estar servindo como massa de manobra sem nem perceber.

9. Desapego:

nada é meu, não sou dono do outro nem ele de mim. Desapegar-se é perceber que você é um ser único que pode viver sem a dependência do outro. A saúde emocional é revelada por meio da percepção sobre a individualidade, a autonomia e que se traduz em maturidade e consciência. Tem também o desapego das coisas, do material. Viver com o suficiente (mesmo que esse seja um conceito subjetivo) é o suficiente.

10. Merecimento:

de nada adiantam os passos anteriores se você não se der a permissão para merecer uma vida próspera. O que é uma vida próspera? Dinheiro, poder, amigos, saúde, paz, amor? É o que você desejar, o que for positivo para acalmar sua alma, o que não prejudicar o outro, o que puder acrescentar na sua história para que você seja lembrado com carinho.

A prática só depende de você e do que deseja para a sua vida. Torço para que faça a melhor escolha e seja feliz.

(Aurea Regina de Sá)
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide