AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Tipos de Consultas SCPC
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


Revista O Empresário / Número 129 · Abril de 2009



Renomados terapeutas que trabalham com famílias, divulgaram uma recente pesquisa onde nota-se que os membros das famílias brasileiras estão cada vez mais frios: não existe mais carinho, não valorizam mais as qualidades, só se ouvem críticas.

As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos dos outros. Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.

A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias de média e alta renda. Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos se elogiando; amigos, etc.

Só vemos pessoas fúteis valorizando artistas, cantores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por consequência são pessoas que têm a obrigação de cuidar do corpo, do rosto.

Essa ausência de elogio tem afetado muito as famílias.

A falta de diálogo em seus lares, o excesso de orgulho impedem que as pessoas digam o que sentem e assim, levam essa carência para dentro dos consultórios.

Acabam com seus casamentos, acabam procurando em outras pessoas o que não conseguem dentro de casa.

Vamos começar a valorizar nossas famílias, amigos, alunos,subordinados. Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza de nossos parceiros ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos. Vamos observar o que as pessoas gostam. O bom profissional gosta de ser reconhecido, o bom filho gosta de ser reconhecido, o bom pai ou a boa mãe gostam de ser reconhecidos, o bom amigo quer se sentir querido, a boa dona de casa valorizada, a mulher que se cuida, o homem que se cuida, enfim vivemos numa sociedade em que um precisa do outro; é impossível um homem viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa.

Quantas pessoas você poderá fazer feliz hoje elogiando de alguma forma?

Pense nisso! Arthur Nogueira (Psicólogo)
Administração & Política
» Bancos estão com medo
» Cidades pequenas não receberão ajuda
» Sumiu
» Conduta política
» Mau exemplo
» Combustível
» Populismo
» Nunca antes
» Lula pede juízo aos trabalhadores
Colaboradores
» Para sua reflexão
» Ser sábio é...
Comportamento
» Indulgência volta à Igreja Católica
» Os 7 pecados capitais
» Hábito perigoso
» É o amor
Comunicação & Internet
» Mude de operadora, sem trocar de número
» Terapia do elogio
» Use a internet contra a crise
» Cuidado com o namoro na internet
Empreendedorismo
» Brasileiro é pouco inovador
» 10 passos para planejar as finanças de uma viagem
» Você sabe delegar
Finanças
» Como bancos quebraram o mundo
» Receita libera serviços on line
» Caixa facilita a compra
» Poupança agora é problema
Humor & Curiosidades
» O bom, o ruim e o feio
» Velório português
» ... e Deus fez a mulher
» Por que a gente soluça?
» Coisa de mineirim
Jurisprudência & Segurança
» Mitos e Verdades no comércio
» Pré-datado pode dar processo
» Processos contra médicos serão rápidos
» Limitação dos juros
Mercado de Trabalho & Educação
» Currículo inicia tudo
» Fique atento
» Livros de economia e negócios
Rapidinhas do Leôncio
» Notas de abril
AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide