AECambuí | CDL
Associação Empresarial de Cambuí






QUEM SOMOS | SERVIÇOS | ASSOCIADOS | PROFISSIONAL AUTÔNOMO | EMERGÊNCIA CAMBUÍ | CONTATO
Ligue para AECambui » (35) 3431-3046
» Revista "O Empresário"
» Banco de Currículo
» Últimas Notícias
» A legislação e o empresário
» Auto-Ajuda
» Comportamento
» comunicação
» Conselhos Úteis
» Consultas Boa Vista SCPC
» Finanças ao seu alcance
» Jurisprudência
» Momento Empresarial
» Vida saudável
» Turismo
» Fotos da Cidade
» Fotos dos Cursos
» Memória Viva


VOLTAR
Vida saudável



Publicado em: 29/09/2019

Todos nós sabemos que é preciso beber mais água quando o calor aumenta, assim como tem ocorrido em Belo Horizonte nos últimos dias, ainda mais com o tempo seco característico dessa época do ano. Porém, um dito popular afirma que "em excesso, até água faz mal". Será que isso é verdade?

O que podemos dizer é que não é totalmente mentira. Mas essa história precisa ser melhor explicada, de acordo com o clínico geral Reginaldo Valacio, membro da Sociedade Brasileira de Clínica Médica - seção Minas Gerais. "Pode ocorrer intoxicação por excesso de água, mas isso é raro e ocorre, geralmente, quando a pessoa tem alguma doença, toma remédios específicos que causam retenção de líquido ou possui algum tipo de compulsão por tomar água", esclarece o especialista.

O problema é chamado de intoxicação hídrica ou hiponatremia, cujos principais sintomas são vômito e confusão mental.

O médico explica que isso ocorre porque o sódio presente na corrente sanguínea sofre uma diluição acima do normal por causa da alta presença de água nor organismo. Reginaldo Valácio diz, ainda, que o suco gástrico (líquido presente no estômago e fundamental para a digestão) também pode ser alterado em casos de intoxicação hídrica, sendo diluído a ponto de perder sua capacidade de proteger o corpo de infecções estomacais.

Hidratação é fundamental

Apesar disso, o clínico geral faz questão de ressaltar que, quando o assunto é beber água, não deve haver extremismos e é preciso ter cuidado com as chamadas fake news (notícias falsas) relativas ao tema. Segundo ele, as pessoas não devem ficar preocupadas em ter algum problema de saúde por tomar muita água, pois a intoxicação hídrica é rara e só ocorre em casos muito específicos. Reginaldo Valácio reforça que a hidratação é extremamente importante, sobretudo em épocas de temperaturas mais altas e com baixa umidade do ar, como nos últimos dias.

Cuidado deve ser redobrado com os idosos

O especialista lembra que é preciso dar atenção especial aos idosos, que são mais sensíveis à desidratação. Por isso, de acordo com ele, é importante que as pessoas da terceira idade tenham o auxílio de familiares ou cuidadores para que não sofram com os efeitos do calor e para que bebam água em quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo.

Qual quantidade de água devemos beber?

Vale dizer que a quantidade mínima diária recomendada é de cerca de dois litros, mas pode-se, tranquilamente, ingerir mais água do que isso, chegando a, até mesmo, cinco litros por dia, segundo Reginaldo Valácio. "O que não se pode fazer é querer beber toda essa quantidade de uma vez só. O ideal é fracionar durante todo o dia. Deve ser um hábito natural", orienta o médico destacando que os rins são capazes de filtrar cerca de um litro de líquido por hora.

Existe hora certa para beber água?

Outra crendice popular dá conta de que devemos beber água antes mesmo de sentir sede, porque essa sensação seria um sinal do corpo alertando que está desidratado. Sobre isso, o médico diz que não há motivo para alarde: "A sede não é um alarme, mas sim um mecanismo perfeito do nosso organismo, por isso não há problema algum em esperar ela chegar para bebermos água. Entretanto, em épocas de calor, é importante ingerir um pouco mais de água do que a sede pede".

Sucos e refrigerantes

Outra precaução que todos devem ter, principalmente no tempo mais quente e seco, segundo o clínico geral, é não exagerar na ingestão de bebidas com excesso de calorias, como refrigerantes e sucos industrializados. Afinal, isso pode causar diversos problemas de saúde, incluindo obesidade, alerta Reginaldo Valácio.


notícias da mídia Autores variados

AECambuí | CDL - Associação Empresarial de Cambuí
Agência WebSide